Sintomas de gravidez: veja 10 situações que podem indicar a chegada de um bebê

Atraso menstrual? Corrimento? Alterações de humor? Descubra se você está realmente grávida

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Está preocupada e a pergunta que não quer calar é: eu estou grávida?
  • Calma! Vamos por partes. Primeiro é necessário pensar se você de fato está com algum sintoma;
  • Estamos aqui para ajudar, e com as orientações de um ginecologista, o Bebê em foco listou alguns dos principais sintomas.

Está preocupada com “aquele dia que você tomou o remédio no horário errado”, ou com “aquele momento que vocês decidiram não se preservar”? Pois bem, tudo isso gera uma ansiedade natural e a pergunta que não quer calar é: eu estou grávida?

Calma! Vamos por partes. Primeiro é necessário pensar se você de fato está com algum sintoma. Eles podem ser bem sutis e algumas mulheres talvez nem consigam percebê-los. É importante ter muita atenção aos sinais que o corpo dá. Qualquer dúvida, você poder ir á farmácia e comprar um teste, ou correr ao ginecologista. Mas, estamos aqui para ajudar, e com as orientações de um ginecologista, o Bebê em foco listou alguns dos principais sintomas.

Teste de gravidez de farmácia (Foto: Reprodução/ Freepick)

Atraso menstrual 

Sim! Você provavelmente deve conhecer esse sintoma. O sangue da menstruação nada mais é do uma camada que o útero produz para acomodar melhor o embrião, e que é eliminada quando a gestação não ocorre. Durante a gravidez, a menstruação é interrompida para que o feto se desenvolva corretamente no útero. Entretanto, esse sintoma pode demorar até quatro semanas para aparecer, e só é perceptível em mulheres com o ciclo menstrual regulado.

Corrimento cor-de-rosa

O corrimento é normal em mulheres, principalmente no período menstrual. Esse muco nada mais é do que hormônio, e está presente em seu organismo o tempo todo. Mas, quando o óvulo é fecundado, a sua implementação pode causar um sangramento, que deixa o corrimento tradicional um pouco cor-de-rosa – e pode ser percebido até três dias após a relação sexual.

Enjoos e náuseas

Enjoos e náuseas são sintomas de gravidez (Foto: Reprodução/ Freepick)

Após o primeiro mês de gestação, alguns sintomas mais característicos começam a aparecer, como os enjoos e as náuseas. Apesar destes serem bem conhecidos, nem todas a mulheres sentem esses sintomas. Contudo, quem sente, passa a percebê-los pela manhã e eles podem durar durante toda a gravidez.

Além disso, as alterações hormonais fazem com que as mulheres tenham desejos muito específicos ou que não tolerem cheiros mais fortes – ao sentir esses aromas, as náuseas podem ser inevitáveis. É muito comum, mas, é essencial conversar com seu médico e um nutricionista especialista em gestação para ter as orientações sobre isso.

Aumento das mamas

Para muitas mulheres, esse provavelmente será um dos primeiros sintomas. O aumento do tamanho dos seios devido à ação de hormônios é um sinal positivo de que está havendo uma preparação para a amamentação. Dor nos seios e sensibilidade também podem ocorrer. Você também pode notar o escurecimento dos mamilos e o aumento do diâmetro.

Descubra os sintomas de gravidez (Foto: Reprodução/ Freepick)

Acnes e pele oleosa

Assim como os outros sintomas, as alterações hormonais podem gerar cravos e espinhas na mulher gestante. Ainda nas primeiras semanas, nota-se também o aumento da oleosidade do rosto. Mas, não se preocupe! Existem produtos de higiene específicos para esse tipo de tratamento da pele.

Sono excessivo e fadiga

As primeiras semanas de gravidez podem ser terríveis para a mãe. Isso porque o cansaço e o sono têm origem nas alterações hormonais e fisiológicas e o corpo da mulher começa a sofrer já nas primeiras semanas de gestação.

Ao longo da gravidez, os níveis de hormônio chegam a aumentar em mais de 500%. Entre os vários hormônios que se alteram,  a progesterona se destaca – e ela é essencial para a manutenção da gestação e para o desenvolvimento do feto. Porém, ela também provoca diversos efeitos colaterais, sendo a sensação de cansaço extremo e o sono excessivo um dos seus principais.

Excesso de xixi

A bexiga comprime o útero por causa da gestação e isso gera uma vontade ainda maior de urinar. O que é comum, porque o reservatório de urina diminui devido a compressão. Esse fator também está atrelado às questões hormonais, que relaxam os músculos da bexiga fazendo com que ela não esvazie totalmente, gerando o aumento de idas ao banheiro.

Mudanças de humor 

Descubra os principais sintomas de gravidez (Foto: Reprodução/ Freepick)

Explosão de hormônios é sinal de gestação e se isso acontece, as alterações de humor são inevitáveis.  O desequilíbrio nos níveis de neurotransmissores, fazem com que a mulher chore sem ao menos saber porque ou se irrite com um motivo absolutamente sem sentido. Mas, calma! Isso não é loucura, é apenas mais um sintoma de gestação.

Prisão de ventre

O crescimento da barriga e o peso que o útero exerce sobre o intestino, geram mais um sintoma: prisão de ventre. Ele é comum e é possível diminuí-lo. Durante a gestação a mulher deve ter hábitos saudáveis, como aumento do consumo de água, alimentos ricos em fibras e prática de atividade física. Dessa forma, o bom funcionamento do intestino é estimulado.

-Publicidade-

Realmente a gestação não é uma doença e não costuma ser um problema. Aliás, estar grávida é motivo de grande felicidade. Mas, sim, a gente sabe que os sintomas são chatos. Então, aceitar o “estado diferente” de saúde e manter uma vida saudável são os principais conselhos dos especialistas.

Eu devo apertar a barriga para saber se estou grávida?

Uma dúvida muito comum entre as mulheres. Isso acontece porque dizem que é possível sentir uma espécie de caroço, o que significaria a gestação. Uma forma de comprovar isso seria apertando a barriga, mas, muita atenção! Esse processo não é indicado pelos médicos.

O ideal é buscar um exame de sangue ou de farmácia. Especialistas também indicam que, no início da gestação, até 14 semanas, o útero ainda está dentro da pelve, isto é, ele não pode ser sentido ao apertar a barriga. Por isso, o mais comum nesta fase é realizar o ultrassom transvaginal e não ainda o abdominal, como é realizado no final da gestação.

Apertar ou não a barriga? (Foto: Reprodução/ Freepick)

TPM ou gravidez?

Até este momento, a pauta foi alterações hormonais provocadas pela gestação. No entanto, as mulheres também sentem essas mudanças mensalmente com a Tensão Pré Menstrual (TPM), e esses sintomas podem ser facilmente confundidos com os de gravidez. Mas afinal, como diferenciar?

No mundo ideal, conhecer o seu ciclo e saber os dias em que sua menstruação vem e quando vai embora, evitaria a confusão. Entretanto, existem algumas formas de saber o que está acontecendo com o corpo.  Os sintomas de TPM duram entre cinco a 10 dias até ao surgimento da menstruação, enquanto os primeiros sintomas de gravidez podem durar de duas semanas a vários meses – além claro, de contar com a ausência do sangramento menstrual.

É importante saber que, na dúvida, os enjoos são pouco comuns em caso de TPM. Ou seja, se sentir esse sintoma e a menstruação atrasar, busque um teste de gravidez ou marque uma consulta com o ginecologista.

Faça o teste de gravidez 

Como sabemos, o teste de farmácia pode ser uma opção mais rápida para o diagnóstico de gravidez. Mas é importante ter em vista que seu índice de falha varia de 30 a 40%, pois o reagente químico existente na tira de medição pode sofrer uma alteração dependendo da forma e do tempo em que ficou acondicionado na drogaria.

Por outro lado, os exames de sangue e urina são os mais certeiros. Dessa forma, se sentir a maioria dos sintomas citados acima, e o teste de farmácia der positivo, faça um exame e não deixe de consultar o ginecologista.

Fonte: Eduardo Zlotnik é médico ginecologista do Hospital Israelita Albert Einstein.