6 coisas que mudam no corpo durante a gravidez e você precisa saber

Se você é mãe de primeira viagem, provavelmente muitas dúvidas virão com a gestação. Mas o Bebê em Foco te ajuda a se preparar para esse momento

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Se você é mãe de primeira viagem, provavelmente muitas dúvidas virão com a gestação;
  • E tudo bem! Justamente por isso, o Bebê em Foco consultou especialistas para te ajudar a entender o que muda no corpo durante esse período – tanto temporária, quanto permanentemente;
  • Fique pronta para esse momento.

Grávida. Se você fez o teste e o resultado foi positivo, parabéns! Agora, se você é mãe de primeira viagem, provavelmente muitas dúvidas virão com a novidade. E tudo bem! Justamente por isso, o Bebê em Foco consultou especialistas para te ajudar a entender o que muda no corpo durante esse período – tanto temporária, quanto permanentemente.

A alteração de hormônios que acontece com a gestante, causam muito mais do que apenas o crescimento da barriga e mudanças de humor.  Tudo começa logo no início da gestação com os chamados “sintomas de presunção”, que podem estar presentes em várias situações. Tudo muda, da sua pele ao sistema digestivo. Mas, para que não haja surpresas, listamos 6 coisas que mudam no corpo da mulher.

Mais estrias?

Estrias na gravidez (Foto: Reprodução / Freepick)

As estrias em grávidas são causadas por uma combinação de estiramento excessivo da pele e os efeitos das alterações hormonais na elasticidade da pele. Até 90% das mulheres desenvolvem estrias no terceiro trimestre da gravidez, geralmente nos seios e no abdômen. Para Karina Tafner, ginecologista e obstetra, a regressão do quadro não é espontânea. No entanto, é mais comum quando há ganho excessivo de peso ou se existe uma predisposição  genética.

Aumento de peso acontece em toda gravidez?

O aumento de peso (Foto: Reprodução / Freepick)

A gestante sofre um aumento de peso na gestação, ganhando, em média, 12 kg. Esse aumento pode ser maior ou menor, mas sempre ocorre porque há crescimento de 30% do volume sanguíneo circulante no corpo da gestante, para atender a demanda da placenta e do feto, levando a um peso extra que chega a cerca de 1,2 kg.

Além disso, a camada muscular do seu útero cresce juntamente com o bebê, passando a pesar 900g a 1Kg, os seios aumentam de tamanho e pesam no mínimo 400g a mais e a placenta chega a pesar 700g no final da gestação. Sem contar o líquido amniótico, que envolve o bebê, soma uma média de 2 kg.

Apesar de todas as modificações citadas acima, que levam ao aumento de peso, você também pode acumular gordura no corpo durante a gravidez para garantir um estoque extra de energia para a fase da amamentação. Esse acúmulo é variável e depende de fatores como dieta e exercícios físicos da gestante.

A urina muda durante a gestação? 

Urina na gravidez (Foto: Reprodução / Freepick)

É inevitável, as gestantes urinam com mais frequência do que o normal. Mas essa mudança se dá devido aos hormônios gestacionais – então é super normal que durante a gravidez, aconteça um aumento geral no volume de sangue circulante e cerca de 25% desse sangue é direcionado para os rins, o que significa que muito líquido extra é processado pelos rins e termina na bexiga.

Então sim, as mulheres grávidas precisam beber mais água do que o normal. E a urina te ajuda a entender se essa necessidade está sendo suprida. A cor e o cheiro da sua urina também podem te dizer muito sobre sua saúde durante a gravidez. Se a sua urina parece mais escura e mais concentrada, pode ser um sinal de que você está desidratada.

-Publicidade-

Como ficam os seios na gravidez?

Os seios mudam na gravidez (Foto: Reprodução / Freepick)

No decorrer da gravidez os seios se modificam para se prepararem para a amamentação, ficando maiores, mais pesados e doloridos. Além disso, a aréola fica mais escura e sensível e as veias dos seios ficam mais salientes, sendo importante ter vários cuidados.

Algumas mulheres têm bolinhas em volta de toda a aréola. Durante a gravidez e amamentação é normal que estas pequenas glândulas estejam mais salientes, mas não se preocupe – é normal! É importante saber que as veias ficam mais evidentes nos seios e que a presença de pequenas gotinhas de leite, conhecidas como colostro, poderão ser notadas.

Grávida tem mesmo prisão de ventre?

Prisão de ventre na gravidez (Foto: Reprodução / Freepick)

Sim! Essa é mais uma mudança que acontece internamente e infelizmente é no intestino. Com o aumento da taxa de progesterona, o ritmo diminui e causa prisão de ventre. Além disso, progressivamente, quanto maior a idade gestacional, mais o útero comprime o intestino, causando menor movimentação e maior acúmulo de gases. No final da gravidez, esses problemas podem causar até hemorroidas.

Se a prisão de ventre for uma realidade na sua gestação, não deixe de consultar os médicos – eles poderão te receitar remédios e tratamentos específicos ou te indicar uma alimentação especial.

Inchaço é normal na gestação?

O inchaço é comum na gravidez (Foto: Reprodução / Freepick)

E por fim, a maior queixa das gestantes e uma das primeiras mudanças a serem percebidas é o inchaço de pés, mão e outras partes do corpo. Isso acontece porque há uma diminuição do fluxo sanguíneo nas veias, o que diminui também a velocidade do sistema linfático, fazendo com que líquido se acumule nos vasos, e também fora deles.  Mas com uma boa alimentação e ingestão de líquidos esse passa a ser o menor dos “incômodos”.

Sim, o corpo muda muito, por “dentro” e por “fora”. São adaptações necessárias para manter a gestação, assegurando a perfeita evolução do bebê e a saúde da mãe. “São diversas as alterações que as gestantes experimentam, tanto no início quanto no final da gravidez e conhecer essas mudanças é muito importante para que não assustem ou sejam ignoradas quando presentes”, alerta Karina.

Especialista: Karina Tafner é ginecologista e obstetra; especialista em Endocrinologia Ginecológica e Reprodução Humana pela Santa Casa; e especialista em Reprodução Assistida pela FEBRASGO.