Violência policial pode afetar o peso de bebês e diminuir gestação

Recente pesquisa revela que o aumento do estresse pode afetar permanentemente na gravidez

Categorias

Compartilhe

Uma boa gestação é essencial para o desenvolvimento de uma criança saudável, mas de acordo com recente estudo publicado pela Revista Science Advances, essa não é a realidade de diversas mães. A violência policial sofrida conta população negra nos Estados Unidos pode afetar a saúde dos bebês ainda na barriga.

Em pesquisa realizada pelo sociólogo Joscha Legewie, da Universidade de Harvard, apontou que há uma relação significativa entre a morte de negros desarmados cometidos pela polícia americana e a diminuição do peso dos bebês e do tempo de gestação, no estado da Califórnia. Devido a essas condições de risco, se comparado com os bebês brancos, os negros tem mais chances de morrer na infância devido ao baixo peso.

Os riscos aumentam quando as mortes ocorrem do primeiro ao segundo trimestre de gestação e se as crianças e suas famílias vivem em até 2 km do local dos assassinatos. E de acordo com a pesquisa, os bebês que moraram até 1 km da área das mortes têm a tendência de perder em média meia semana de gestação e nascer com até 80 gramas a menos que os demais.

Além disso, os hormônios do estresse afetam negativamente a gestação, podendo encurtar o tempo do bebê na barriga, pode colocar em risco também o sistema imunológico da mãe, no combate de infecções. A tendência é que esses fatores aumentem ainda mais nas famílias de baixa renda, que sofrem também com o preconceito e racismo e tem a polícia como principal alvo.