Revoltante: Professora mata bebê em creche com travesseiro e tenta esconder provas

O crime foi gravado pelas câmeras de segurança do lugar e a mulher foi detida

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Uma professora da Ucrânia matou uma bebê de um ano engasgada;
  • A mulher tentou asfixiá-la com um travesseiro e a menina acabou vomitando;
  • O crime foi gravado pelas câmeras de segurança do lugar.

Uma professora da Ucrânia matou uma bebê de um ano engasgada após asfixiá-la com um travesseiro. Era o primeiro dia de Alesya na creche.  O crime foi gravado pelas câmeras de segurança do lugar.  A polícia ainda investiga o caso. 

Professora mata bebê no primeiro dia na creche (Foto: Reprodução/ Vídeo)

Nas imagens, a assassina coloca de forma bem grosseira a criança em um sofá e parece procurar por marcas na coxa da menina. Em seguida, pega um travesseiro infantil e amarra no rosto do bebê. O vídeo ainda mostra a mulher pegando a menina no colo e indo para outro cômodo.

Mas, durante o percurso, a pequena vomitou e acabou engasgando com o próprio vômito e perdeu os batimentos cardíacos. Inacreditavelmente, a professora não buscou um médico imediatamente.  Segundo Teymur Mamedov, advogada da família, a mulher identificada por Irina Sukhanova tentou ocultar provas que pudessem ligá-la ao crime:  “Antes da chegada da polícia, ela removeu as gravações das câmeras de vigilância dos discos rígidos e escondeu o travesseiro. Ela despiu a criança e tentou esconder outros traços do crime”.

Os pais souberam do crime após receberem uma ligação do berçário, informando que a criança não estava respirando. A família tentou chamar a ambulância, mas segundo o depoimento do pai dado ao Daily Mail, “ela já estava fria”. 

Irina foi pega pela polícia em Zaporizhia, no sudeste da Ucrânia. Entretanto, contra todos os fatos, alegou inocência: “Era um travesseiro especial para a criança; portanto, se ela caísse, não machucaria o pescoço. Foi apenas para proteger a criança, nada mais.”

-Publicidade-

Mais tarde, a mulher disse que queria evitar que Alesya chorasse em seu primeiro dia no berçário particular, depois que ela foi mordida por outra criança. Mas para a polícia, o vídeo comprova o crime. A mulher foi detida por suspeita de assassinato e também está sob investigação por dirigir um berçário ilegal.

Assista o vídeo: