Relato de mãe: “Meu marido tem certeza que eu vou morrer na sala de parto”

“Tudo bem se eu banir meu marido e sogro da sala de parto devido ao intenso estresse e comportamento assustador que ambos tiveram durante a minha gravidez?”, pergunta a mulher

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Não há dúvidas de que o trabalho de parto é um momento especial e muito tenso para uma família;
  • O medo e a ansiedade permeiam a cabeça dessas pessoas, o que é completamente normal;
  • Mas, uma mãe fez um relato chocante em uma plataforma americana.

Não há dúvidas de que o trabalho de parto é um momento especial e muito tenso para uma família. O medo e a ansiedade permeiam a cabeça dessas pessoas, o que é completamente normal. Mas, uma mãe fez um relato chocante em uma plataforma americana.

A mulher começou o depoimento perguntando: “Tudo bem se eu banir meu marido e sogro da sala de parto devido ao intenso estresse e comportamento assustador que ambos tiveram durante a minha gravidez?”. A pergunta que parece um tanto quanto estranha, foi muito bem fundamentada.

A mulher continuou explicando que a mãe de seu marido morreu durante o parto – e tanto o homem quanto seu sogro estão convencidos de que ela está destinada ao mesmo final trágico. “Meu marido e eu estamos esperando nosso primeiro filho, que eu sabia que seria uma questão muito delicada, já que sua própria mãe morreu no parto com ele”, começou.

Mesmo com visitas constantes ao terapeuta durante a gravidez, o pai de seu filho está com “uma paranóia assustadora”, disse. “Ele e seu pai (uma parte extremamente ativa de nossas vidas) estão completamente convencidos de que vou morrer no parto”, escreveu ela.

De acordo com a postagem, o marido da mulher está tão convencido de que ela vai morrer que fica mandando ela se certificar de que sua apólice de seguro de vida está em dia e até mesmo solicitou que ela redigisse um testamento com seu advogado. A mãe achou reivindicações importantes, mas disse que está realmente triste com toda essa situação.

-Publicidade-

Isso porque, de acordo com a gestante, não há motivos para preocupações. “Vou apenas acrescentar aqui que tive uma gravidez completamente livre de complicações e não tenho motivo para pensar que vou morrer gritando nas próximas semanas, ” explicou.

O problema claramente causou uma séria tensão em seu casamento. “Meu marido, além de apoiar o pai em tudo, age como se a data de nascimento do nosso filho, fosse a minha data de morte e se afastou completamente de mim”, revelou ela. “Cada minuto com ele é mórbido, estressante e um lembrete de que nosso casamento parece estar se desintegrando. Não importa quantas vezes eu diga a ele que seu comportamento me deixa estressada e chateada, está apenas piorando, e eu  não quero isso perto de mim enquanto estiver me concentrando no parto”, desabafou.

Por fim, ela fez a verdadeira pergunta: “Devo deixar meu marido  estressante me perturbar durante o parto? Sua presença neste momento é mais importante do que um parto seguro e saudável? No Twitter, um dos seguidores aconselhou: “Você decide quem está naquela sala de parto. Ponto final. Tenha o bebê como quiser. E vá embora”.

Mãe faz relato inacreditável (Foto: Freepick)