Recém-nascido cortado ao meio é encontrado em banheiro público

Caso aconteceu na região de Saitama, no Japão

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Equipes da polícia de Saitama, no Japão, encontraram metade do corpo de um recém-nascido
  • O caso aconteceu em uma farmácia da região
  • Miyuki Matsubara, a mãe do bebê, admitiu ter dado à luz e abandonado o bebê no local

A polícia da província de Saitama, no Japão, prendeu uma mulher de 37 anos suspeita por abandonar metade do cadáver de seu filho recém-nascido no banheiro de uma farmácia em novembro. De acordo com a polícia, Miyuki Matsubara, que vive em Kasukabe e não tem ocupação fixa, admitiu ter dado à luz no banheiro e a citou dizendo que ela descartou seu bebê porque não tinha dinheiro para criá-lo.

A polícia disse que uma análise das imagens das câmeras de segurança da loja mostra a entrada de Miyuki no estabelecimento acompanhada por seu namorado, um homem de 28 anos que não teve seu nome revelado. Por volta das 13h do dia dois de novembro, ela é vista entrando no banheiro do local; 15 minutos depois, ela é vista saindo do banheiro e informando a uma outra pessoa que o espaço não estava funcionando e parecia estar bloqueado.

O mais impressionante é que os investigadores da polícia encontraram apenas metade do corpo do bebê, a parte superior dele – a metade inferior não foi encontrada até o momento. Um teste de DNA confirmou que Miyuki Matsubara era a mãe da criança. A mulher agora aguarda julgamento enquanto o caso segue sob investigação.

 

-Publicidade-

Bebê abandonado em lixeira

Um recém-nascido foi encontrado na lixeira de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul. De acordo com a Delegacia de Criança e Adolescente da cidade, que está conduzindo as investigações, uma jovem de 15 anos procurou atendimento no hospital por volta das 6h, relatando fortes dores abdominais e sangramento. Ela estava acompanhada da mãe e negou à equipe médica que estivesse grávida.

Antes de passar pela avaliação médica, a jovem foi ao banheiro do hospital. Quem encontrou o bebê na lixeira do local foi uma das enfermeiras de plantão, que ficou intrigada ao ver sangue no chão na saída do banheiro. O recém-nascido já estava sem vida.