Professora dá aulas com traje de corpo humano e viraliza

“Gostaria que a sociedade parasse de considerar os professores como funcionários públicos burocráticos preguiçosos”, disse Verónica Duque

Categorias

Compartilhe

No dia 13 de dezembro, a professora Verónica Duque deu uma aula de anatomia totalmente diferente do que se costuma ver. A educadora lecionou a aula em um traje de corpo inteiro que mapeia o corpo humano em detalhes nítidos. O objetivo era conseguir envolver os seus alunos a fim de que eles compreendessem o melhor possível sobre a matéria.

“Eu ensino ciências naturais e sociais, arte, além de inglês e espanhol”, afirmou Verónica que leciona há 15 anos. Segundo o site Bored Panda, ela é professora da terceira série e procura constantemente ideias sobre como transformar as atividades em sala mais interessantes. “Eu estava mexendo na internet quando um anúncio de maiô AliExpress apareceu. Sabendo o quão difícil é para as crianças tão jovens visualizarem a disposição dos órgãos internos, achei que valeu a pena tentar”, explicou a educadora.

Verónica Duque com o traje do corpo humano (Foto: Reprodução Twitter)

Uma colega da professora tirou algumas fotos da aula e as enviou para o marido, Michael, responsável pela divulgação das fotos  que publicou em sua conta no Twitter. O post viralizou, ganhando mais de 65 mil curtidas e tornando a professora um símbolo de criatividade e dedicação. “Fico feliz que Veronica tenha esse momento para ela e sua escola e para todos os professores”, declarou Michael.

Verónica chegou à aula na escola Maria Teresa Inigo de Toro, em Valladolid, vestindo um jaleco branco para surpreender os alunos. A professora contou ao jornal El Pais que após remover o jaleco, houve confusão, aplausos, gritos e alguns cobriram os olhos. “Achei muito interessante porque os órgãos são vistos por trás”, explicou ela ao se referir ao momento que encontrou a roupa na internet.

-Publicidade-

Felizmente, a educadora não se limita com a criatividade nas aulas de biologia. “Decidi há muito tempo usar disfarces para aulas de história. Também estou usando coroas de papelão para meus alunos aprenderem categorias gramaticais como substantivos, adjetivos e verbos. Reinos gramaticais diferentes, por assim dizer”, disse ela, completando que  “gostaria que a sociedade parasse de considerar os professores como funcionários públicos burocráticos preguiçosos”.

Muitos internautas mencionaram Slim Goodbody, um personagem fantasiado, criado por John Burstein, que defende a saúde das crianças há mais de quarenta anos, e suas produções são assistidas por milhões de crianças no Discovery Education. Slim publicou cinquenta livros infantis, e o seu trabalho já foi homenageado com prêmios da Parent’s Choice, da Corporação para Radiodifusão Pública, do Conselho do Presidente de Aptidão Física e Esportes e da Organização Mundial da Saúde.