Pais acusam padre de machucar bebê durante cerimônia de batismo

O religioso se defendeu e alegou que nunca foi a intenção ferir a criança

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • A cerimônia de batismo é sempre um ocasião especial para as famílias religiosas;
  • No entanto, uma família se estressou durante a cerimônia realizada em Limassol, cidade no Chipre;
  • Isso porque a família alegou que o padre da igreja ortodoxa foi acusado de machucar o bebê.

A cerimônia de batismo é sempre um ocasião especial para as famílias religiosas. No entanto, uma família se estressou durante a cerimônia realizada em Limassol, cidade no Chipre. Isso porque a família alegou que o padre da igreja ortodoxa foi acusado de machucar o bebê.

Nas imagens gravadas por familiares, é possível ver a criança escorrendo por pelo menos três vezes e mergulhando de mal jeito na bacia com água. O bebê chorava desesperadamente. É possível ver ainda uma mulher irritada com a situação.

Após o batismo, os pais do bebê realizaram uma queixa formal  contra o religioso. “O padre bateu no meu bebê, todos gritamos com ele para ter cuidado, mas ele respondeu: ‘Sou responsável pelo batismo'”, disse Ntina Shitta, a mãe da criança, em um post em seu perfil do Facebook. “O bebê ficou vermelho e estava em estado de choque! Este padre arruinou o nosso dia mais bonito”, acrescentou.

-Publicidade-
Batismo de bebê (Foto: Reprodução/ Facebook}

Contudo, em entrevista para uma emissora local, o padre negou que teria agredido a criança propositalmente: “A verdade é que o bebê quase escorregou das minhas mãos e, como podem ver no vídeo, coloquei o meu braço para o proteger. Não houve intenção da minha parte de bater ou ferir o bebê”.

“Já batizei muitas crianças. Quando percebi que o bebê estava estressado, tentei completar o ritual o mais rápido possível”, explicou o padre.