Pai vende filho recém-nascido por R$ 4 mil na internet e está foragido

O caso foi registrado pela polícia no dia 19 de março e foi denunciado pela mãe da criança e ex-mulher do criminoso

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Na última semana, um pai vendeu o próprio filho, recém-nascido, por 4 mil reais, na Praia Grande, litoral Paulista;
  • O caso foi registrado pela polícia no dia 19 de março;
  • E foi denunciado pela mãe da criança e ex-mulher do criminoso.

Na última semana, um pai vendeu o próprio filho, recém-nascido, por 4 mil reais, na Praia Grande, litoral Paulista. O caso foi registrado pela polícia no dia 19 de março e foi denunciado pela mãe da criança e ex-mulher do criminoso.

A mulher também denunciou o homem por lesão corporal. O pai do bebê agrediu a ex-esposa após uma discussão por conta da venda do bebê. A criança ficou dias desaparecida até a polícia localizar o bebê na casa da mãe do rapaz que o comprou.

Bebê é vendido pelo pai (Foto: Freepick)

O homem que negociou o bebê contou para a polícia que é homossexual e tinha o sonho de ter um filho com o companheiro, e não conseguiu adotar o que os levou a uma comunidade na internet que oferecia a possibilidade de compra de recém-nascidos.

A polícia suspeita que a rede seja responsável por tráfico de crianças. Dessa forma, o pai biológico do bebê teve a prisão decretada – mas está foragido. O homem que comprou o recém-nascido também foi preso. O companheiro do rapaz, foi liberado após declarar que não sabia da compra. Até o final das investigações, o recém-nascido deve permanecer em um lar de acolhimento infantil na Praia Grande.