Pai e tio são suspeitos de estuprarem bebê de cinco meses

De acordo com a mãe da criança, ela teria deixado a menina aos cuidados dos homens quando apareceu ferida

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Um bebê de cinco meses foi estuprado em Nova Mutum, Cuiabá;
  • De acordo com a mãe da criança, ela teria deixado a menina aos cuidados do pai e do tio;
  • Pouco tempo depois em um exame de rotina, a mulher descobriu machucados nas partes íntimas da filha.

Um bebê de cinco meses foi estuprado em Nova Mutum, Cuiabá. De acordo com a mãe da criança, ela teria deixado a menina aos cuidados do pai e do tio. Pouco tempo depois em um exame de rotina, a mulher descobriu machucados nas partes íntimas da filha.

A Polícia Civil de Nova Mutum investiga o caso. Mas o pai e o tio da criança são os principais suspeitos visto que estiveram com a criança enquanto a mãe não estava em casa. Os médicos confirmaram que a criança foi molestada. O caso foi enviado ao Conselho Tutelar da cidade.

Bebê é molestada pelo pai (Foto: Luma Pimentel/ Unsplash)

Infelizmente, não é a primeira vez

Um casal foi preso por estuprar a filha de 10 anos. O caso aconteceu em Jaraguá, região central de Goiás. O homem confessou e o crime e alegou que pratica os abusos há mais de cinco anos. A mãe da criança foi detida por omissão.

A investigação se deu quando o homem foi preso em flagrante por ofender a esposa. Em depoimento à polícia, a mãe acabou relatando as séries de estupro e assédios. De acordo com a mulher, ela não denunciou os crimes porque era ameaçada pelo marido.

A mulher relatou que a própria criança já havia lhe contados sobre os abusos e que já viu fotos do homem nu com a menina. Ainda de acordo com a mulher, um parente já flagrou o marido e a filha nus assistindo a um filme erótico.

Interrogado pela polícia, o homem confessou e deu detalhes do crime. O criminoso contou que abusava da filha desde que ela tinha cinco anos de idade  e que já tinha até gravado a menina. O intuito era se vingar da esposa. “Ele alegou que fazia isso para se vingar dela e para tentar forçar ela a falar com quem era [que conversava ao telefone]. Ele achava que ela estava o traindo e, como vingança, passou a abusar da própria filha”, contou o delegado responsável pelo caso.

O casal tem outros filhos que estão sob os cuidados de familiares. A polícia apura se o homem também cometeu este crime com eles. Pai e mãe devem responder pelo crime de estupro de vulnerável, cuja pena pode ultrapassar 15 anos em caso de condenação.

Pai estupra a filha (Foto: Nicolas Gras/Unsplash)