OMS confirma morte de criança por coronavírus: “Esta é uma doença séria”

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, já são quase 87 mil casos confirmados da doença

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • A Organização Mundial da Saúde informou que crianças foram vítimas do novo coronavírus (Covid-19)
  • As crianças não fazem parte do principal grupo de risco, mas não devem ser negligenciadas
  • De acordo com a OMS, já são quase 87 mil casos confirmados da doença em 146 países

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou nesta segunda-feira (16) que há registro de morte de crianças pelo novo coronavírus (Covid-19), mesmo que elas não façam parte do grupo de risco. “Esta é uma doença séria. Embora a evidência que temos sugira que aqueles com mais de 60 anos correm maior risco, jovens, incluindo crianças, morreram”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da organização.

Organização Mundial da Saúde confirma morte de crianças por coronavírus (Foto: Unsplash)

De acordo com a OMS, já são quase 87 mil casos confirmados da doença em 146 países e cerca de 4 mil mortes.

Um estudo recente feito na China já havia comprovado que as crianças têm a mesma chance de contrair coronavírus do que os adultos. Contudo, os pesquisadores concluíram que , apesar de as crianças correrem um risco semelhante de infecção em comparação à população em geral, elas tem menor probabilidade de apresentar sintomas graves. Mas devem ser consideradas nas análises de transmissão e controle. A taxa de ataque foi de 7,4% em crianças de 0 a 9 anos; de 7,1%, de 10 a 19 anos; enquanto em adultos de 20 a 39 anos, girou em torno de 6%.

 

-Publicidade-

Coronavírus: saiba como se prevenir e proteger sua família

Os coronavírus são uma família de vírus conhecida há mais de 50 anos. Tem este nome porque parece uma coroa, se visto no microscópio. Algumas cepas infectam seres humanos, outras infectam somente animais. O novo vírus (2019-nCoV) provavelmente é uma mutação que não atingia humanos e, nos últimos meses, passou de um animal para uma pessoa em um mercado de frutos do mar e animais vivos na cidade de Wuhan, na China.

Para se prevenir, a recomendação do Ministério da Saúde é a mesma feita para a prevenção de infecções respiratórias agudas. São elas:

  • evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • lavar as mãos com frequência, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • manter os ambientes bem ventilados;
  • evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.