Mulher fica entre a vida e a morte após dar à luz aos filhos de um casal de amigos

Apesar das inúmeras complicações no parto, a barriga de aluguel contou que não está arrependida

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Mulher oferece sua barriga para gerar os filhos de um casal de amigos;
  • Kerry quase morreu durante o parto;
  • Mas, a bariga de aluguel garantiu não ter se arrependido.

Uma mulher no Reino unido ofereceu sua barriga para gerar os filhos de um casal de amigos. Tudo parecia muito bem, até que momentos antes do parto, Kerry Stevens teve um sangramento interno e sua placenta se afastou da parede uterina.

Mãe de três filhos e acostumada com as gestações, Kerry se ofereceu para ser a barriga solidária de Ondrej Simecko e Abel Lantos. O casal ficou muito empolgado com a ideia de realizar o sonho de serem pais. Não demorou e a mulher já estava grávida. 

Os amigos acertaram o acordo que seria firmado legalmente. As taxas de hospital, despesas básicas de coisas como roupas de viagem e maternidade seriam pagas pelos pais do bebê. Entretanto, a barriga de aluguel não receberia – porque o pagamento das mulheres são considerados crime na Inglaterra.

Já na maternidade, grávida de gêmeos, momentos antes do parto Kerry teve sangramento interno e sua placenta se afastou da parede uterina. Os bebês perderam o oxigênio e foi necessário realizar uma cirurgia às pressas para que a mulher e os bebês saíssem vivos da situação. 

“Foi um pesadelo. Em um momento estávamos todos no hospital, tirando fotos juntos e depois eu comecei a sentir dores angustiantes. Eu gritava muito”, disse Kerry ao metro.co.uk.  A mulher explicou que já passou por cinco gestações e essa foi a pior, mas que não se arrepende da decisão. 

Para mantê-la viva, os médicos fizeram várias transfusões sanguíneas, durante o parto. Os bebês nasceram saudáveis e puderam ir para casa com os pais. A mulher precisou passar por mais alguns exames devido às complicações do parto. 

Não demorou e Kerry estava recuperada e pôde conhecer os gêmeos Willian e Arthur.  “Era como segurar os bebês de um amigo. Não houveram instintos maternos”, disse.

Barriga de aluguel quase morre em parto de gêmeos (Foto: Juan Encalada/Unsplash)