Mulher faz fertilização in vitro para gerar filhos três anos após a morte do marido

O homem estava doente e optou por congelar os espermatozoides antes que o tratamento o deixasse infértil, mas morreu antes de realizar o tratamento

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • David, de 45 anos, teve uma longa batalha contra um câncer na garganta;
  • O homem  optou por congelar os espermatozoides antes que o tratamento o deixasse infértil, mas morreu antes de realizar o tratamento;
  • Lucy Kelsall, de 37 anos, é esposa de David e deu à luz gêmeos por meio de uma fertilização in vitro.

David, de 45 anos, teve uma longa batalha contra um câncer na garganta e optou por congelar os espermatozoides antes que o tratamento o deixasse infértil – infelizmente o homem morreu, mas sua esposa Lucy Kelsall, de 37 anos, deu à luz gêmeos por meio de uma fertilização in vitro.

Lucy fez uma promessa de torná-lo pai alguns dias antes de morrer. A mulher e o profissional de saúde mental David, se casaram em 2012. No entanto, o homem foi diagnosticado com câncer dois anos depois e morreu em 2017.

Os gêmeos David e Samuel nasceram dez semanas atrás, depois que Lucy fez uma segunda rodada de fertilização in vitro no ano passado. “Foi muito emocionante o momento do nascimento. Ainda não consigo entender o fato de que tenho um pouco de David comigo para sempre”. A mulher ainda disse que pode perceber os traços do pai nos pequenos.

Mãe gera gêmeos após a morte do marido (Foto: Reprodução/ Facebook)

Quando Lucy fez a escolha de fazer a fertilização mesmo sozinha, ela recebeu o apoio da família. “Estou arrasada com a morte de David, mas também muito feliz e satisfeita por Lucy. Ela me deu a chance de ser uma avó para os bebês de David”, disse a mãe da mulher.

Em entrevista ao The Sun, Lucy lamentou emocionada que o marido pareceu muito orgulhoso quando a esposa prometeu gerar os bebês. “Ele teria sido um pai incrível”, concluiu a mulher.

Mãe gera gêmeos após a morte do marido (Foto: Reprodução/ Facebook)