Mulher com coronavírus dá à luz e bebê testa negativo para doença

Um novo exame deverá ser feito, mas, a principio, a recém-nascida está saudável

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Um casal foi infectado pelo novo coronavírus
  • A mulher estava grávida e quando a bebê nasceu o teste para a doença foi feito
  • A bebê testou negativo e está saudável

Mãe testa positivo para coronavírus e recém-nascido não (Foto: Jordan Whitt / Unsplash)

Nesta terça-feira(17), um casal infectado pelo novo coronavírus descobriu que a filha recém-nascida não testou positivo para a doença. Segundo o Jornal de Notícias, a menina nasceu no Hospital de São João, no Porto, em Portugal e passa bem. 

Um caso de covid-19 aconteceu no trabalho do pai da criança, que ao fazer o exame, descobriu já ter contraído o vírus. O homem acabou transmitindo a doença para esposa, que estava grávida. 

A mulher entrou em trabalho de parto e teve a criança. Nenhuma das duas apresentava sintomas muito graves. A equipe médica realizou o exame e o bebê testou negativo. Mãe e filha estão sendo acompanhadas. Nos próximos dias, um novo teste deve ser feito para garantir a segurança da bebê. 

O casal tem mais uma filha de cinco anos, que não testou positivo e está saudável, aos cuidados dos avós. 

De acordo com o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), bebês saudáveis ​​não devem ser separados de mães infectadas e podem ser amamentados. Já se pode afirmar que não há transmissão intra-uterina entre mãe e filho. 

-Publicidade-

Prevenção 

Para se prevenir, a recomendação do Ministério da Saúde é a mesma feita para a prevenção de infecções respiratórias agudas. São elas:

  • evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • lavar as mãos com frequência, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • manter os ambientes bem ventilados;
  • evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.