Menino improvisa cadeira de rodas para sua cachorra e resultado é impressionante

Usando sua criatividade e seus brinquedos, Dylan Turney conseguiu dar mais agilidade à sua pet

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • A família Turney tem um abrigo de animais e, assim, acabaram conhecendo a cachorra Gracie
  • O animalzinho não tem as duas patas da frente e a família buscava alternativas já que ela não poderia usar a cadeira de rodas tradicional.
  • Dylan Turney teve a ideia de transformar seu brinquedo em um meio de locomoção para Gracie.

Que o cão é o melhor amigo do homem, todo mundo sabe. Porém, o homem pode se mostrar bastante fiel ao seu companheiro animal, principalmente as crianças. O pequeno Dylan Turney, de 12 anos, notou que seu pet, Gracie, não conseguia andar e tomou uma decisão: montou uma cadeiras de rodas com blocos de montar para sua cachorra.

Menino improvisa cadeira de rodas para sua cachorra e resultado é impressionante (Foto: Reprodução/Facebook)

Gracie teve um início de vida bastante triste e complicado. Ao nascer, foi abandonada na rua pelos seus donos. É possível que o motivo de não quererem o animalzinho esteja relacionado com o fato de que ela não tem as patas da frente. Ao ser encontrada, foi levada ao um consultório veterinário. A filhote não tinha pelos ao redor dos olhos e estava coberta por larvas.

A família Turney possui um abrigo para animais e acabou conhecendo Gracie. Foi então que a cachorra entrou para a família. Eles já adotaram outros dois pets que têm dificuldades para andar. De acordo com o Bored Panda, por Gracie ser muito pequena, ela não poderia usar uma cadeiras de rodas tradicional. Por causa disso, a família começou a pensar em soluções para que a cachorra pudesse se locomover melhor.

Usando seus brinquedos, muita criatividade e dedicação, Dylan conseguiu improvisar. O menino pegou os blocos de montar que estavam espalhados pela casa e resolveu transformá-los em uma cadeira de rodas. O presente trouxe bastante agilidade para pequena Gracie. Após algumas semanas, a cachorra já está andando e correndo. Ao passar do tempo, o pet vai crescer e o menino vai adicionando rodas maiores na cadeira.

Menino improvisa cadeira de rodas para sua cachorra e resultado é impressionante (Foto: Reprodução/Facebook)

Andador especial

-Publicidade-

Uma menina de apenas 2 anos teve o sonho de se locomover mais facilmente transformado em realidade. Alunos de uma turma da sexta série fizeram com que Emmet Hightshoe ganhasse um andador. A pequena nasceu com Síndrome de Kabuki, um distúrbio genético raro que afeta o desenvolvimento dos órgãos e de habilidades cognitivas, intelectuais e físicas. Ela necessita de andador, pois tem dificuldade para se movimentar. Os envolvidos são da Carolina do Norte, Estados Unidos.

A mãe conheceu um professor de engenharia e automação robótica de uma escola da vizinhança, Ben Davis, que ficou bastante intrigado com as dificuldades que Emmet e sua família tinham para fazê-la se locomover. Maleight explicou que realmente não era simples, muitas vezes o tubo de oxigênio ficava preso no andador ou nas rodas. Foi assim que a história foi parar na escola. O professor decidiu trabalhar com os alunos durante as aulas de design e modelagem em robótica.

Protótipos foram feitos em impressoras 3D e testados até que o objeto fosse entregue à garotinha. Ele foi feito por crianças da sexta série e levou três meses para ficar pronto. O andador foi projetado para reclinar, possibilitando a menina a andar e agachar ao chão. O aparelho também conta com espaço para acoplar o tanque de oxigênio.