Menino de seis anos escreve carta raivosa para professora e viraliza nas redes sociais

“Que Deus te leve para o inferno super rápido” escreveu o menino na mensagem

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Isaiah, de apenas seis anos, mostrou todo o seu desapontamento com a professora em uma carta
  • Nela, o menino acusa a professora de “ladra” e deseja que ela vá para o “inferno de verdade, o que queima”
  • Mensagem viralizou nas redes sociais

Crianças inventam cada uma – ainda mais quando são contrariadas. Isaiah, de apenas seis anos, não se conteve ao ser punido por sua professora. Ele decidiu escrever uma carta e compartilhar com ela toda a sua “indignação”. A mensagem acabou indo parar nas mãos da mãe do garoto, que foi chamada na escola para uma reunião sobre o comportamento do filho.

Sem conseguir acreditar no que Isaiah havia feito, a mãe compartilhou a carta com uma colega de trabalho Jaquya Bradford – que achou a situação completamente hilária. Foi ela quem postou a cartinha de Isaiah nas redes sociais, tonando-a viral.

Carta do pequeno Isaiah, de seis anos, chocou sua professora e a internet (Foto: Reprodução/Bored Panda)

Na mensagem, o menino acusa a professora de “ladra” e deseja que ela vá para o “inferno de verdade, o que queima”. Leia a íntegra abaixo, em tradução livre:

“Querida Senhorita Jones, eu estou bravo com você porque você pegou 25 das minhas ‘moedas beija-flor’ só porque eu estava falando com Conner isso não é grande coisa eu só tenho seis anos e não consigo ficar quieto o tempo todo e isso faz de você uma ladra e desonesta você vai para o inferno o inferno de verdade o que queima porque você é uma ladra. Eu me esforcei muito pelas minhas moedas e minha única oração na capela hoje será para que deus te leve para o inferno super rápido e que seu novo corte de cabelo seja horrível bem horrível. Isaiah”

A internet não soube lidar com o desabafo de Isaiah. “Isso é hilário! Eu amo essa criança”, comentou um usuário do Twitter. “Gostaria de pontuar que Isaiah tem uma letra bem bonita por ter apenas seis anos e escreve melhor que muitos adultos. Ele tem um grande futuro pela frente”, escreveu outra internauta.

-Publicidade-

 

Deveres de casa viram atos de bondade

Uma escola na Irlanda descartou o dever de casa durante todo o mês de dezembro e o substituiu por atos de bondade. Os alunos que frequentam o Gaelscoil Mhichil Ui Choileain estão sendo incentivados a fazer algo de bom para um vizinho idoso, parente ou amigo que possa estar se sentindo sozinho ou até mesmo realizar tarefas domésticas.

O ato pode ser qualquer coisa desde que “ilumine o dia de alguém”. Também foi solicitado aos estudantes um registro de seus atos de bondade em um “Dialann Cineáltais” (Diário da Bondade). Cada aluno terá que preencher o caderno todos os dias. Depois, as anotações deverão ser avaliadas pelos pais e assinadas.