Menino de 12 anos morre após granada comprada em antiquário explodir

O objeto foi comprado em junho e explodiu apenas seis meses depois de adquirida.

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • No final do último ano, um menino de 12 anos morreu no estado da Virgínia nos Estados Unidos após uma granada explodir;
  • De acordo com os investigadores, o objeto teria sido comprado em uma loja de antiguidades na Carolina do Norte;
  • A polícia investiga.

No final do último ano, um menino de 12 anos morreu no estado da Virgínia nos Estados Unidos após uma granada explodir.  De acordo com os investigadores, o objeto teria sido comprado em uma loja de antiguidades na Carolina do Norte.

A granada foi comprada em junho e explodiu apenas seis meses depois de adquirida. Quando o objeto foi comprado, pensava-se que as granadas estavam quimicamente inativas. Elas eram do modelo MK 2, o mesmo tipo utilizado na Segunda Guerra Mundial.

Ainda não se sabe porque o menino carregava o objeto. Mas, quando questionado, o vendedor da loja disse que não sabia que as “granadas funcionassem ou fossem perigosas”. Após o acidente, as agências de segurança alertaram as pessoas que compraram outras unidades na loja e pediram a devolução das granadas.

-Publicidade-
Granada explode em menino (Foto; Freepick)

Segundo a CNN, esta não é a primeira vez que uma granada considerada inerte foi encontrada e estava comprovadamente ativa. Em dezembro de 2019, também na Carolina do Norte, uma granada ativa foi encontrada dentro de uma cômoda doada para a entidade Habitat ReStore, na cidade de Durham. Um voluntário encontrou e acionou a polícia.