Menina trans de 13 anos é espancada à pauladas até a morte

O principal suspeito é um jovem de 17 anos. A polícia ainda investiga o caso

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Na madrugada da última segunda-feira (04), uma menina de apenas 13 anos morreu espancada na cidade de Camocim, no Ceará;
  • A jovem iniciava o processo de transição de gênero;
  • O principal suspeito é um jovem de 17 anos. A polícia ainda investiga o caso.

Na madrugada da última segunda-feira (04), uma menina que iniciava o processo de transição de gênero com apenas 13 anos morreu espancada na cidade de Camocim, no Ceará. O principal suspeito é um jovem de 17 anos. A polícia ainda investiga o caso.

Keron Ravach foi espancada até a morte, atingida com pauladas e socos. O corpo da garota, que completaria 14 anos no próximo dia 28, foi encontrado abandonado em um terreno baldio. A escola em que Keron estudava divulgou uma nota: “Neste momento de dor e indignação, toda comunidade escolar se solidariza com familiares, amigos e colegas”.

Menina trans de 13 anos é morta (Foto: Arquivo pessoal)

De acordo com O Povo, o adolescente acusado pelo crime já sob custódia. O criminoso confessou o crime, no entanto, alegou que encontrou a jovem para um programa sexual.  A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará “descartou que o ato infracional tenha ocorrido em razão da orientação sexual da vítima”.

Ainda assim, a Associação Nacional de Travestis e Transexuais  se manifestou sobre o caso: “Uma criança trans de 13 anos foi brutalmente assassinada no Ceará. Tendo sido espancada com chutes e pauladas. Mais uma vida trans perdida prematuramente em função do ódio e da transfobia, já nos primeiros dias de 2021″.

O caso segue em investigação.