Menina se identifica com Miss Universo e faz ensaio fotográfico idêntico

Antes de ver Zozibini Tunzi na TV, filha de fotógrafa queria ser parecida com a princesa Rapunzel

Categorias

Compartilhe

A conquista da sul-africana Zozibini Tunzi, de 26 anos, do título Miss Universo no último domingo (8) mudou o mundo de uma garotinha: agora ela se sente representada. A foto que está circulando pelas redes sociais foi compartilhada pelo Facebook da mãe e fotógrafa goiana Ana Isabela. Na publicação, ela afirma que não se importava com representatividade até se tornar mãe e um dia sua filha pedir para alisar e pintar o cabelo de loiro, para ficar parecida com a princesa Rapunzel.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Miss Universe 2019 is SOUTH AFRICA 🇿🇦 Text the newly crowned #MissUniverse2019 @zozitunzi to congratulate her +1 (917) 905-9305

Uma publicação compartilhada por Miss Universe (@missuniverse) em

Foi assistindo à coroação da nova Miss que a filha perguntou a mãe se elas poderiam fazer fotos iguais a da Tunzi. Agora ela não quer mais ser Rapunzel, quer ser Miss. Deixou para trás a vontade de alisar e pintar o cabelo para poder ser ela mesma. “Mamãe, que linda ela né, eu sou da cor dela né mamãe! Não quero mais ser a Rapunzel, agora quero ser a Miss Universo! A gente podia tirar umas “fotinhas” assim igualzinha ela né mamãe!?”, disse a pequena.

-Publicidade-

Com a ajuda de uma amiga costureira, um vestido e coroa, Ana deixou a princesa dela feliz e encantou com as fotos.

Foto: Reprodução Facebook
Foto: Reprodução Facebook

 

Representatividade

No último mês outra garota se viu representada nas telas. A pequena Maria Alice, de 3 anos, ficou famosa na internet após seu vídeo assistindo a apresentadora Maju Coutinho na TV viralizar. “Esse é o meu cabelo e o meu vestido é amarelo” diz a criança ao apontar para a televisão. Depois da fã mirim de Maju Coutinho fazer sucesso nas redes sociais, a jornalista conheceu Maria Alice ao vivo, na bancada do Jornal Hoje, durante a transmissão do programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo.

Maju contou durante o encontro que ficou emocionada ao ver o vídeo da pequena se vendo na televisão e falou sobre diversidade. “Cresci sem ver meu cabelo na televisão. Quando eu era pequena, minha mãe fazia muitas tranças, mas depois passei a querer alisar. Um divisor de águas na minha vida foi a revista Raça Brasil”, disse a apresentadora. Ainda acrescenta “Eu não cresci me vendo e isso fez diferença”, disse a jornalista.