Menina morta e torturada pela mãe recebia declarações nas redes sociais: “Te amo”

Ketelen Vitória Oliveira da Rocha, vivia uma rotina de fome, agressões e castigos até não resistir

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • No último final de semana, uma menina de 6 anos morreu após ser agredida e torturada pela mãe e pela madrasta no Rio de Janeiro;
  • Ketelen Vitória Oliveira da Rocha, vivia uma rotina de fome, agressões e castigos até não resistir;
  • Contudo, no Facebook, a mãe fazia inúmeras demonstrações de afeto.

No último final de semana, uma menina de 6 anos morreu após ser agredida e torturada pela mãe e pela madrasta no Rio de Janeiro. Ketelen Vitória Oliveira da Rocha, vivia uma rotina de fome, agressões e castigos até não resistir. Contudo, no Facebook, a mãe fazia inúmeras demonstrações de afeto.

Na descrição do Facebook, Gilmara Oliveira de Farias, de 27 anos, que está presa em Porto Real com a namorada Brena Luane Barbosa Nunes, de 25 anos, escreve: “Deus me deu um motivo para nunca desistir… te amo filha, Ketelen Vitória”.

Menina é torturada por mãe e madrasta (Foto: Reprodução/ Facebook)

Em uma publicação em 2014, a mãe chegou a comemorar o nascimento da filha: “Minha vida mudou quando recebi a notícia que iria ser mãe, nossa fiquei muito feliz e fiquei mais feliz ainda que tive uma linda menina. Você veio pra mudar minha vida e me transformar nessa grande mulher. Te amo, filha Ketelen Vitoria”.Contudo, após o casamento com Brena, as declarações para a filha diminuíram.

Entenda o caso

A criança foi espancada pela madrasta e pela mãe por dias, até sofrer uma parada cardíaca. O socorro chegou a ser acionado e no hospital, Ketelen  foi internada em estado grave, com quadro de politraumatismo e com arreflexia.

Na delegacia, as mulheres confessaram o crime e ainda afirmaram que a menina foi agredida por ter bebido de uma caixa de leite que havia caído no chão sem autorização. No entanto, de acordo com a delegada responsável pelo caso, a criança estava faminta – pois era alimentada com café e farinha.

Menina é torturada por mãe e madrasta (Foto: Reprodução/ Facebook)

Ainda conforme os depoimentos colhidos pela polícia, a criança se alimentava, no máximo, uma ou duas vezes por dia e frequentemente era obrigada a comer comida estragada e pães mofados. As mulheres foram presas e devem responder por homicídio.