Menina de sete anos morre ao tentar atravessar rodovia sozinha

A polícia ainda informou que a criança ainda chegou a ser socorrida, mas não tinha sinais de vida

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Menina de sete anos morre após tentar atravessar uma rodovia sozinha;
  • O acidente aconteceu na  BR-262  em Miranda no Mato Grosso do Sul;
  • A polícia ainda informou que a menina ainda chegou a ser socorrida, mas não tinha sinais de vida.

Menina é atropelada e morta em Rodovia (Foto: Reprodução/ Facebook)

Uma menina de sete anos morreu na tarde da última segunda-feira (29), após tentar atravessar uma rodovia sozinha. O acidente aconteceu na  BR-262  em Miranda no Mato Grosso do Sul. O motorista foi identificado. 

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a mãe da menina foi à um posto de gasolina às margens da rodovia comprar sorvete junto com os três filhos. Entretanto, ao saírem do local, a menina teria visto o pai do outro lado da rodovia. A criança soltou a mão da mãe e saiu correndo em meio ao trânsito. 

A menina acabou atropelado por uma picape conduzida por uma homem de 43 anos. O motorista informou que tentou frear, mas acabou atingindo a menina, que morreu na hora. A responsável pela criança disse que tudo aconteceu muito rápido e não deu tempo de segurar a filha

A polícia ainda informou que a menina ainda chegou a ser socorrida, mas não tinha sinais de vida. A Polícia Rodoviária Federal esteve no local e examinou se o motorista estava sob efeito de álcool ou drogas. O exame deu negativo. O homem deve ser condenado por homicídio culposo – quando não houve intenção de matar. 

Aconteceu nos Estados Unidos

Um acidente grave em Staten Island, em Nova York, nos Estados Unidos, acabou matando um bebê. Um carro em alta velocidade atingiu e feriu um casal, que estava em outro veículo. A mulher estava grávida e teve lesões mais graves. 

-Publicidade-

De acordo com a polícia de Nova York, o suspeito seguia na direção ao norte quando mudou para a faixa da esquerda e perdeu o controle do veículo, batendo de frente com outro carro em que estavam Rocco, 26 anos, e sua mulher, Kimberly, 28 anos, grávida. Com o impacto da colisão, os dois veículos foram parar na faixa contrária.

Kimberly foi levada ao Hospital Universitário Staten Island (SIUH), e precisou passar por uma cesariana de emergência. O bebê não sobreviveu e a mãe ficou internada por quase uma semana até ser liberada. O pai do bebê sofreu ferimentos leves que lhe causaram alguns hematomas, mas passa bem. 

O acusado teve alguns arranhões no braço. Antes do acidente, o homem já tinha perdido a licença para dirigir e respondia por direção imprudente e agressão em segundo grau. A polícia ainda espera o resultado de alguns exames, mas após o acidente o motorista pode responder por homicídio.