Menina de 5 anos é queimada viva em ritual com presença da mãe, avós e tios

A mãe chegou a dizer que tudo não passou de um acidente doméstico, mas as investigações levaram a outro caminho

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Menina de 5 anos é queimada viva em ritual com presença da mãe, avós e tios
  • No primeiro depoimento, a mãe disse que nada tinha passado de um acidente doméstico
  • As investigações, no entanto, disseram o contrário

O caso de Maria Fernanda Camargo, de apenas 5 anos, chamou atenção dos noticiários recentemente. A menina não resistiu após ter 100% do corpo queimado. Quando tudo aconteceu, na última semana de março, a mãe da garota contou que o que havia acontecido era um acidente doméstico. As investigações, no entanto, apontaram que, na verdade, a menina foi vítima de um ritual, com a presença dos tios e avós.

Segundo informações do jornal Cidade Alerta, o delegado de São José do Rio Preto, no interior de SP, onde tudo aconteceu, decidiu investigar o caso e chegou à conclusão de que a família paterna da garota estava envolvida no crime.

Menina de 5 anos é queimada viva em ritual com presença da mãe, avós e tios
Menina de 5 anos morre queimada em ritual com presença da mãe, avós e tios (Foto: Reprodução/Blog do Portari/Divulgação)

Em um primeiro momento, a mãe de Maria Fernanda contou que as queimaduras tinham acontecido porque a filha estava perto de uma churrasqueira e as faíscas dessa churrasqueira teriam caído em cima dela. A menina, no entanto, estava com 100% do corpo queimado. A mãe dela e os avós também teriam se ferido com as chamas.

O delegado Murilo Antonini, porém, decidiu ir além e investigar o caso e descobriu que, na verdade, o que aconteceu não foi um acidente, mas um ritual religioso em que a família teria queimado a menina ainda viva. Tudo aconteceu guiado por um líder espiritual e a família matou a criança queimando-a com chamas de vela.

Depois da descoberta, a mãe, avós e tia de Maria Fernanda foram presos em Frutal, no interior de São Paulo, na última quarta-feira, 20 de abril. Maria Fernanda morreu no dia 24 de março