Marido insiste em levar mãe ao parto e perde o nascimento da filha

Esposa desabafou no Reddit e disse que o companheiro contrariou suas vontades

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Um casal fez um acordo em que no momento do nascimento de sua primeira filha apenas estaria na sala de parto eles e a equipe médica.
  • A mãe do marido insistiu para participar do momento, contrariando as vontades da grávida.
  • A enfermeira pediu para todos saírem do ambiente e marido acabou perdendo o nascimento da filha.

O nascimento do bebê é um momento muito importante na vida dos pais e dos familiares. Os responsáveis desejam que a ocasião seja como planejada, mas às vezes as coisas podem sair do controle. Uma mãe relatou no Reddit sua  experiência não muito boa. “Ela é perfeita. É tudo que eu poderia desejar, mas seu nascimento foi bem complicado”, relatou a mãe na plataforma. O marido levou a mãe para assistir o parto sem a sua autorização.

O casal está casado há três anos e, recentemente, tiveram a primeira filha. Antes de engravidar, ela e o marido combinaram que na sala do parto só estariam eles dois e a equipe médica. O acordo foi feito para evitar distrações. “Sempre fui uma pessoa apavorada com os riscos da gravidez e quando descobri que estava esperando um bebê disse ao meu marido que não contribuísse com o meu estresse. E durante a gestação, ele foi bem paciente”.

O acordo acabou sendo desfeito por pressões da sogra. Por querer presenciar o nascimento da neta, convenceu o filho de participar do momento. “Meu marido tem uma irmã mais velha com dois filhos e minha sogra acompanhou o parto de ambas as crianças”, afirmou. Mesmo com as insistências do companheiro, a mãe não autorizou que a sogra companhasse o nascimento.

-Publicidade-
Marido prioriza a mãe e perde nascimento da filha (Foto: Unsplash/ Jonathan Borba)

Contrariando a vontade da mãe, a sogra entrou na sala quando o médico anunciou que a bebê estava nascendo, após um longo trabalho de parto. “Ninguém a deteve, eu peguei o braço do meu marido e pedi para retirá-la, mas ele tentou me convencer que ela só queria ver o nascimento da neta. Naquele momento, entrei em pânico. Sou uma pessoa reservada e não queria que minha sogra me visse exposta daquele jeito”, afirma.

A enfermeira notou que a grávida estava excessivamente estressada, percebeu que a situação estava grave e pediu para que todos se retirassem do ambiente. A menina veio ao mundo logo depois. “Meu marido ficou muito chateado comigo, porque não o deixei ver sua filha nascer. Sinto me culpada, gostaria que ele estivesse lá, mas sem sua mãe”, desabafou.