Mães amarram crianças em cadeiras de praia para irem às compras e são detidas

Os banhista denunciaram o crime. O Conselho Tutelar está com a guarda das crianças

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • No último final de semana, mãe e filha foram levadas à delegacia após deixarem duas crianças, uma menina e um menino amarrados em cadeiras de praia;
  • As mulheres faziam compras e nadavam no mar;
  • A Brigada Militar atendeu o chamado e o Conselho Tutelar está com a guarda das crianças.

No último final de semana, mãe e filha foram levadas à delegacia após deixarem duas crianças, uma menina e um menino amarrados em cadeiras de praia enquanto faziam compras e nadavam no mar. A Brigada Militar atendeu o chamado e o Conselho Tutelar está com a guarda das crianças.

As crianças estavam na Praia de Salinas, no Rio Grande do Sul, quando banhistas perceberam as amarrações e denunciaram o crime. A polícia chegou ao local e as mulheres chegaram na sequência, onde foram questionadas e levadas à Delegacia.

As crianças ficaram presas nas cadeiras por cerca de uma hora, amarradas por uma corda parecida com a que se usa como varal de roupas. “É uma situação inusitada, para não dizer outra coisa”, afirmou o delegado responsável pelo caso à um jornal local.

A família reside na cidade de Viamão e as crianças foram entregues aos cuidados do Conselho Tutelar de Cidreira, para posterior transferência do caso ao órgão de Viamão. A idade das vítimas não foi revelada.

Crianças são amarradas na praia (Foto: Freepick)