Mãe proíbe bebê de ver o pai por causa do cabelo e é acusada de racismo

Foi a avó quem denunciou a nora, uma jovem de 18 anos e mãe de seu neto

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Na última quarta-feira (20), uma avó denunciou a nora, uma jovem de 18 anos e mãe de seu neto, um bebê;
  • A mulher teria cometido o crime de injúria racial;
  • A senhora relatou que a mãe da criança não deixava o filho ver o pai por causa do cabelo dele.

Na última quarta-feira (20), uma avó denunciou a nora, uma jovem de 18 anos e mãe de seu neto, um bebê. A mulher teria cometido o crime de injúria racial. A senhora relatou que a mãe da criança não deixava o filho ver o pai por causa do cabelo dele.

avó acusa nora de racismo (Foto: Freepick)

Em depoimento, a avó disse que a jovem impediu o pai da bebê de ficar com a menina via aplicativo de mensagens. A mulher justificou que era por causa da amamentação e porque a menina teria medo do pai por causa do cabelo dele, que é crespo.

A avó disse ainda que essa não é a primeira vez que o crime acontece. A mulher ainda garantiu que ela tem tentado manter um bom relacionamento com a nora, que por sua vez estaria sempre cometendo injúrias raciais contra ela e o filho.

Em um determinado momento, a avó resolveu prestar queixa contra a nora. O caso foi registrado como injúria mediante preconceito e será investigado pela Polícia Civil.