Mãe pede mais empatia ao vizinho após receber reclamação grosseira

A mulher está em quarentena e tem um bebê de 16 meses na família

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Ainda estamos em quarentena;
  • Vizinho reclama de barulho de bebê de 16 meses;
  • Mãe escreve carta pedindo empatia.

Uma quarentena não é fácil para ninguém. São inúmeras as restrições e diversas dificuldades. Mas, para quem tem tem crianças em casa – principalmente as pequenas- pode viver uma situação ainda mais complicada. Crianças têm muita energia e precisam gastá-las. 

Uma família havia acabado de mudar para Newhaven, em Edimburgo, na Escócia e recebeu um “presente” de boas-vindas meio grosseiro do vizinho.  O homem enviou uma carta à mãe de um bebê de 16 meses, a nova moradora da região e reclamou do barulho que a criança fazia ao brincar. 

“Se você continuar permitindo que a criança corra sem parar dia e noite, a polícia será contatada. É muito alto”, ameaçou o vizinho na carta publicada pelo Edinburgh Live. A gente imagina que seja difícil, mas a mãe respondeu a carta pedindo mais empatia.

“É quase impossível não permitir que um garoto de 16 meses corra enquanto não tem amigos para brincar, nenhum jogo calmo para entretê-lo e nenhum berçário para cuidar. Ele é uma criança e as crianças precisam brincar livremente… Agora mais do que nunca”, escreveu a mãe.

Será que o vizinho entendeu?

Mãe responde vizinho (Foto: Reprodução/ Arquivo pessoal)