Mãe liga para a polícia e faz pedido inusitado para filha recém-nascida

Ela precisava desesperadamente de fórmula durante a madrugada

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • A polícia de Utah, nos Estados Unidos, recebeu uma ligação no 911 que nunca haviam recebido antes
  • Uma mãe precisava desesperadamente de fórmula para seu recém-nascido durante a madrugada, pois seu leite havia secado
  • O caso aconteceu no dia 28 de janeiro, às 2h12

A polícia de Utah, nos Estados Unidos, recebeu uma ligação no 911 que nunca haviam recebido antes: uma mãe da cidade de Alpine precisava desesperadamente de fórmula para seu recém-nascido durante a madrugada. “Nunca tive comida para meu meu bebê”, disse Shannon Bird sobre sua decisão de chamar a polícia às 2h12 no dia 28 de janeiro.

“Foi realmente assustador para mim”. Em uma gravação da ligação do 911, Bird foi ouvida dizendo ao operador de emergência que ela não tinha como alimentar seu bebê de seis semanas. “Eu liguei para vizinhos e ninguém vai atender”, disse ela na ligação. “Eu nunca estive nessa situação. Meu leite literalmente secou. Este é o meu quinto filho e isso nunca aconteceu”.

Bird também disse ao atendente que o marido estava fora da cidade e que as outras crianças estavam dormindo. Ela normalmente amamenta seus bebês e não tem nenhuma fórmula em casa. “Ela estrava chorando”, afirmou a mãe sobre a bebê. “Eu liguei para o meu marido e nós não sabíamos o que fazer. Então, eu liguei para os vizinhos e adolescentes que moram perto de nós, mas ninguém estava acordado”.

A autoridade atendeu ao pedido de ajuda. O policial Brett Wagstaff imediatamente parou em uma loja de conveniência, pegou um galão de leite e o entregou na porta da frente da família. Foi aí que ele descobriu que o bebê era jovem demais para receber leite comum e, em vez disso, precisava de uma fórmula infantil.

-Publicidade-
A família recebeu ajuda dos policiais (Foto: Reprodução/KLS)

“Voltaremos com alguma fórmula para o seu bebê. Ela é adorável.” Depois de correr para o Walmart, Wagstaff e seu colega, Konner Gabbitas, retornaram com a fórmula e não aceitaram dinheiro em troca. “É o mesmo material que damos à minha filha quando ela nasceu, por isso espero que isso não perturbe seu estômago”, comentou.

Departamento de Polícia aplaudiu as ações de seus colegas policiais naquela noite. “Muitos de nós estamos aqui para ajudar as pessoas, e este foi um exemplo de ajuda a uma mãe que estava em necessidade”, disse o oficial Dave Ventrano. Ele acrescentou ao dizer que foi a primeira vez que ouviu falar de um caso como esse em seus 15 anos de trabalho policial.