Mãe faz véus adequados para meninas muçulmanas praticarem esportes

Nazira Bemath teve a ideia após saber que as amigas da filha não praticavam exercícios físicos por falta de hijabs apropriados

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Uma mãe tomou a inciativa de abrir uma empresa que confecciona véus para que meninas muçulmanas possam praticar esportes.
  • A ideia veio após uma conversa com a filha sobre as amigas não fazerem atividades físicas por não terem véus adequados.
  • Atualmente, os véus são vendidos apenas no Reino Unido, mas ela espera que a ideia inspire outras pessoas ao redor do mundo.

Uma mãe não gostou nem um pouco de saber que muitas jovens muçulmanas não praticam esportes por não falta de véus adequados. Nazira Bemath, teve conhecimento sobre o que ocorrer por meio da filha, Malaika, pois as amigas não participavam de atividades físicas devido à falta de hijabs. Isso fez com que ela tomasse a iniciativa de criar a Hijab Active, uma empresa que produz véus com tecidos leves e grampos de segurança que mantém o tecido fixo na cabeça.

Malaika usa criação da mãe empreendedora (Foto: Reprodução/Facebook)

Nazira é britânica e mãe de três meninas. Em entrevista ao Mirror, ela compartilhou sua inspiração de criar a Hijab Active. “Minhas meninas amam esportes – e foi por isso que comecei a criar esse hijabs de tecido respirável. Mais importante do que isso, porém, é incentivar as meninas muçulmanas a praticar esportes, o que não é feito por ninguém”. Atualmente, os hijabs são vendidos apenas no Reino Unido, por £12.99, cerca de R$73, mas ela espera que a ideia inspire outras pessoas ao redor do mundo.

Boas ações 

Um chá de bebê comunitário de Milwaukee, Estados Unidos, foi realizado no último dia 24. Por isso, a comunidade  arrecadou doações para o evento, todos os itens necessários. Uma mulher tomou a inciativa de costurar roupas a mão. Lynn Priebe adora tricotar e fazer crochê. Ela afirma estar “em seu lugar feliz” quando está fazendo as coisas com as mãos. “É muito divertido fazer isso, eu simplesmente adoro. Meu problema é que, logo que vejo um novo tom de fio, tenho que tê-lo, é uma daquelas coisas”, disse Priebe.

-Publicidade-

Priebe trabalha em período integral na farmácia do Milwaukee Veterans Hospital há mais de 40 anos. Os trabalhos manuais são, para ela, uma maneira de lidar com seus problemas. Apesar da rotina corrida, Priebe dedicou um tempo para fabricar quase 150 itens de bebê, como cobertores, chapéus e até vestidos. Ela tem o costume de doar todo ano para o chá de bebê comunitário da sua cidade. Assim que entrgou as confecções deste ano, começou as produções do próximo ano.

Ações como a de Nazira e Pribe são verdadeiras inspirações. Um menino de Libertyville, Illinois também teve uma  atitude e tanto! Enquanto muitas crianças pedem brinquedos no aniversário, Tyler Sliz optou por algo diferente. O garoto pediu um presente inesperado: roupas de cama, incluindo travesseiros, cobertores e lençóis. O pedido foi feito por meio de um vídeo que Tyler gravou para os convidados da sua festa de aniversário. Nele, a criança pediu roupas de cama para doar para a Sleep in Heavenly Place, uma organização que constrói, monta e entrega camas a crianças carentes.