Mãe faz relato sobre não suportar mais o filho e pede ajuda para contar ao marido

“Todos os dias em casa, com meu filho, parecem anos. Não tenho mais vontade de passar um tempo com ele, não sinto nenhum apego real a ele, mas considero que ele é um irmão mais novo e irritante com o qual tenho de lidar”, disse a mulher

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Uma mãe, de 36 anos, que não quis ser identificada, fez um desabafo surpreendente; 
  • A mulher assumiu que não gostou de ser mãe e pediu ajuda em fórum para expor seus sentimentos ao marido;
  • O homem deseja aumentar a família.

Mulher afirma que não gosta de ser mãe (Foto:Claudia Wolff / Unsplash)

Uma mãe, de 36 anos, que não quis ser identificada, fez um desabafo surpreendente. A mulher assumiu que não gostou de ser mãe e pediu ajuda em fórum para expor seus sentimentos ao marido, que manifestou o desejo de ser pai novamente. 

A mulher pediu ajuda no fórum de conselhos de relacionamento do Reddit. “Recentemente, meu marido mencionou que quer outro filho. Nosso primeiro filho tem quatro anos e está começando a atingir essa idade em que apenas sente vontade de fazer o que quiser”, começou. 

A mulher contou que a chegada do filho complicou a sua vida sexual. E explicou, que agora que está tentando recuperá-la, o marido sugeriu uma nova gravidez. Ela enfatizou que queria ser sincera com o parceiro sobre seus sentimentos, mas não sabia como expressá-los.

“Eu só queria dizer a ele que os quatro anos que tivemos nosso filho foram os anos mais dolorosos que já experimentei”, escreveu ela. “Eu tive que deixar o meu emprego por causa do nosso filho, e a maioria das minhas amizades desapareceram desde que tive o bebê.

-Publicidade-

A mãe ainda confessou que gostaria de ter mais tempo para cuidar de si mesma, ou de fazer compras sem se preocupar com o fato de o filho a desobedecer ou ser um “incômodo”. “Não gosto de levá-lo a lugar nenhum, então ficamos em casa a maior parte do tempo”.

“Todos os dias em casa, com meu filho, parecem anos. Não tenho mais vontade de passar um tempo com ele, não sinto nenhum apego real a ele, mas considero que ele é um irmão mais novo e irritante com o qual tenho de lidar”. “Eu não quero outro filho se isso significa que tenho que ser uma mãe horrível novamente”, justificou-se a anônima.