Mãe e avó são acusadas de matar recém-nascido com faca de serra e fio de energia elétrica

A menina de 12 anos deu entrada no hospital depois de ter tido supostamente complicações de saúde após ser submetida a um parto caseiro

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Na quinta-feira (25), uma menina de 12 anos deu entrada no hospital depois de ter tido supostamente complicações de saúde após ser submetida a um parto caseiro;
  • No entanto, a equipe médica desconfiou das lesões e acionou a policia;
  • A menina e a mãe foram acusadas de tentar matar o recém-nascido a facadas.

Na quinta-feira (25), uma menina de 12 anos deu entrada no Hospital Nossa Senhora das Dores, de Ponte Nova, Minas Gerais, depois de ter tido supostamente complicações de saúde após ser submetida a um parto caseiro.

No entanto, a menina e a mãe, uma senhora de 49 anos, foram acusadas de tentar matar o recém-nascido a facadas. A equipe médica do hospital acionou a polícia após estranhar o fato de o bebê apresentar ferimentos incomuns a um recém-nascido, ocasionados durante o procedimento de um parto, como cortes profundos e hematomas.

Bebê é morto com facadas (Foto: Freepick)

A menina teria engravidado após ter sido estuprada por um adolescente de 16 anos. Em depoimento à polícia, a mãe da vítima disse que não prestou queixa, mas a gravidez era indesejada e justamente por isso decidiu usar uma faca de serra e um fio de telefone para tirar a vida do bebê.

Durante a conversa de mãe e filha com os policiais, foram constatadas diversas contradições, mas com fortes indícios de que o crime havia sido arquitetado pela avó do recém-nascido. A avó confessou o crime e foi detida. O pai da criança foi encontrado e será acusado por estupro de vulnerável.

Bebê é morto com facadas (Foto: Freepick)