Hospital veste recém-nascidos ao estilo de personagem famoso

Crianças nascidas em UPMC Magee-Womens, na Pensilvânia, Estados Unidos foram caracterizados como o Bebê Yoda

Categorias

Compartilhe

 Bebê Yoda, personagem da série The Mandalorian, que se passa no mesmo universo de Star Wars, conquistou os internautas devido a sua fofura em novembro deste ano. Inspirados neste sucesso, o Hospital UPMC Magee-Womens na Pensilvânia, Estados Unidos, teve a ideia de fantasiar os recém-nascidos de Bebê Yoda a gravaram os bebês caracterizados.

Clique na imagem e assista ao vídeo!

Bebê fantasiado de Baby Yoda (Foto: Reprodução News8000)

O universo Star Wars é sucesso há décadas e com a nova série não poderia ser diferente. The Mandalorian estreou em 12 de novembro no Disney+, serviço de streaming da Disney, ainda não disponível no Brasil. No final do primeiro episódio, os fãs foram presenteados com o Bebê Yoda, personagem fundamental da série, em especial na primeira trilogia.

O bebê mais pesquisado em 2019

Os memes, que tomaram conta da internet logo após a estreia, fizeram que o personagem bobasse nas redes sociais. A repercussão foi tão grande que o pequeno Yoda se tornou o bebê mais pesquisado no Google em 2019.  O personagem desbancou os favoritos da categoria Archie, o bebê real, primeiro filho do príncipe Harry e de Meghan Markle, e Psalm Kardashian West, o mais novo herdeiro de Kim Kardashian.

A pesquisa foi feita apenas nos Estados Unidos, por isso os filhos dos famosos brasileiros – como Clara Maria, filha de Tatá Werneck e Rafa Vitti, ou Uri, filho de Letícia Colin. O Baby Shark foi o segundo colocado na lista de bebês mais. Em segundo lugar na lista de bebês mais pesquisados no Google neste ano.

A estreia de The Mandalorian trouxe o pequeno personagem, que é bem importante para a série, e ainda diversos memes que parou a internet nos últimos dias. Um lembrete aos fãs da eterna batalha entre Jedi e Sith: novo filme da saga estreia ainda este ano. Star Wars: A Ascensão Skywalker chega aos cinemas em dezembro de 2019.