Garoto de 12 anos é aceito em universidade reconhecida e nega ser “muito inteligente”

O menino será a pessoa mais nova a cursar engenharia aeroespacial na instituição

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Aos 12 anos, o jovem Caleb Anderson foi considerado um gênio e um prodígio;
  • Isso porque foi admitido no Instituto de Tecnologia da Geórgia, uma renomada universidade e centro de pesquisa americano;
  • O menino será a pessoa mais nova a cursar engenharia aeroespacial na instituição.

Aos 12 anos, o jovem Caleb Anderson foi considerado um gênio e um prodígio por ter sido admitido no Instituto de Tecnologia da Geórgia, uma renomada universidade e centro de pesquisa americano. O menino será a pessoa mais nova a cursar engenharia aeroespacial na instituição.

Em entrevista ao Programa This Morning, da CBS, o garoto manteve a modéstia: “Eu não sou muito inteligente, apenas aprendo informações rapidamente”. No entanto, a história de Caleb é tão surpreendente que parece um roteiro de filme.

Com apenas quatro meses de vida, o então bebê, já repetia todas as falas da mãe. Aos dois anos, ele lia a Constituição dos Estados Unidos e cursava o primeiro ano do Ensino Fundamental. Aos 11, concluiu o Ensino Médio e atualmente, Caleb fala outros três idiomas além do inglês: espanhol, francês e mandarim.

-Publicidade-
Garoto Prodígio (Foto: Facebook)

“As crianças de lá [da escola] me desprezavam, me tratavam como se eu fosse uma anomalia”, afirmou o menino, que já havia iniciado o curso de engenharia aeroespacial no Chattahoochee Technical College, antes mesmo de ser aceito na Geórgia.

O garoto agora sonha em fazer um estágio com Elon Musk, o CEO da Space X e fundador da Tesla. Já os pais de Caleb se preocupam com a vida social do pequeno: “Queremos ter certeza de que quando ele for um adulto, ele seja um ótimo marido, um ótimo pai e um grande amigo”, afirmou o casal à CBS.