Escola descarta deveres de casa e substitui por atos de bondade

O alunos têm que registrar a boa ação em um diário

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Uma escola na Irlanda descartou o dever de casa durante todo o mês de dezembro e o substituiu por atos de bondade
  • Os alunos estão sendo incentivados a fazer algo de bom para um vizinho idoso, parente ou amigo que possa estar se sentindo sozinho ou até mesmo realizar tarefas domésticas
  • O ato pode ser qualquer coisa desde que “ilumine o dia de alguém”

Uma escola na Irlanda descartou o dever de casa durante todo o mês de dezembro e o substituiu por atos de bondade. Os alunos que frequentam o Gaelscoil Mhichil Ui Choileain estão sendo incentivados a fazer algo de bom para um vizinho idoso, parente ou amigo que possa estar se sentindo sozinho ou até mesmo realizar tarefas domésticas.

Entrada da escola (Foto: Reprodução/Gaelscoil)

O ato pode ser qualquer coisa desde que “ilumine o dia de alguém”. Também foi solicitado aos estudantes um registro de seus atos de bondade em um “Dialann Cineáltais” (Diário da Bondade). Cada aluno terá que preencher o caderno todos os dias. Depois, as anotações deverão ser avaliadas pelos pais e assinadas.

É o terceiro ano consecutivo que a escola substitui a lição de casa por algo único. Em dezembro de 2018, o tema foi gratidão. As crianças e suas famílias registraram todas as coisas pelas quais agradeciam. Em uma publicação no Facebook, a escola disse que está aproveitando o grande sucesso e positividade dos Diários de Gratidão do ano passado.

Mas, a ideia da escola ainda vai além. As tarefas seriam feitas de segunda à quinta-feira. Na sexta-feria, o colégio realiza uma brincadeira, onde os alunos anotam os atos de bondade uns dos outros e colocam as observações em um balde de bondade. Na assembléia, alguns comentários aleatórias serão lidos para mostrar como pequenos atos e palavras amáveis ​​podem fazer grandes diferenças na vida de alguém.

-Publicidade-

“Nossa mensagem para as crianças é muito simples: elas podem ser a razão pela qual alguém sorri hoje e podem definitivamente ajudar a tornar este mundo um lugar melhor para os outros e para si mesmos”, disse a diretora da escola.

“Estamos encorajando nossos alunos a pensar sobre o verdadeiro espírito do Natal, o espírito de bondade e generosidade. Com tanta ênfase no aspecto materialista e comercial do Natal, costumamos ignorar o que realmente é boa vontade!”, acrescentou.