Crianças morrem após pai abandoná-las dentro de caminhão por cinco horas

Os meninos de três e quatro anos morreram com insolação

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Um homem esqueceu seus filhos por cinco horas em um caminhão muito quente;
  • O pai só se deu conta cinco horas depois;
  • As crianças de três e quatro anos morreram com insolação.

Um homem de 31 anos foi preso em Oklahoma após abandonar seus filhos por cinco horas em um caminhão muito quente. O caso aconteceu na última segunda-feira(15). As crianças morreram com queimaduras. 

Dustin Dennis era pai de um menino de três e outro de quatro anos de idade. O homem contou à polícia que levou as crianças à uma conveniência no sábado ao meio-dia e depois voltou com eles para casa e dormiram. 

Entretanto, quando acordou, cinco horas depois, não encontrou os pequenos em casa. Até que decidiu verificar no caminhão, e lá estavam as crianças. O homem disse à polícia que se espantou, porque achava que tinha retirado os filhos do veículo. 

Contudo, não foi o que provou uma câmera de segurança de um vizinho. Dustin foi visto entrando em casa sem os filhos. Ou seja, as crianças ficaram todo esse tempo presas e sem monitoramento de ninguém. 

O homem deverá pagar uma fiança de US $ 750.000, equivalente a quase 4 milhões de reais. O julgamento deve acontecer ainda nesta semana e vai depender da ficha de Dustin na polícia. 

-Publicidade-
Pai abandona crianças em caminhão (Foto: Louis Magnotti/ Unsplash)

Entenda o acidente

 Em dias muito quentes,  o carro vira uma estufa. O Sol pode aquecer o veículo, mas são os raios infravermelhos produzidos internamente os principais vilões da insolação. Acontece que os raios infravermelhos provenientes do Sol não entram no carro, por conta dos vidros. Só que os vidros também impedem a saída desses raios. 

Conforme o Sol esquenta os bancos, o painel, o volante, enfim, todas as partes internas de seu veículo, essas mesmas partes vão tentar “conter” o aquecimento, liberando, com isso, ondas infravermelhas. Como os vidros estão fechados, essas ondas ficam concentradas dentro do carro, que pode chegar a 50 °C mesmo se a temperatura exterior estiver em torno dos 20 °C.

Você nem se dá conta de que começa a entrar em um estado de hipertermia, que é quando nosso corpo não consegue se livrar do aumento brusco da própria temperatura corporal. O resultado disso é um colapso metabólico que pode levar à morte.