Criança órfã é abusada sexualmente pelo primo de 34 anos

A vítima era uma menina de 11 anos, além de duas amigas da criança de 11 e 13 anos

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Na última quarta-feira (16), um homem de 34 anos foi preso após ser acusado de estuprar;
  • A vítima seria a própria prima, uma menina de 11 anos e duas amigas da criança de 11 e 13 anos;
  • O caso aconteceu em Poços de Caldas, no Sul de Minas Gerais.

Na última quarta-feira (16), um homem de 34 anos foi preso após ser acusado de estuprar a própria prima, uma menina de 11 anos e duas amigas da criança de 11 e 13 anos.  O caso aconteceu em Poços de Caldas, no Sul de Minas Gerais.

De acordo com a polícia, a menina ficou órfã e passou a morar com a tia. No entanto, nos momentos em que ficava sozinha, era atacada. A criança relatou que o homem aproveitava quando ela precisava lavar a louça e ficava sozinha na cozinha para molestá-la.

Ainda segundo a denúncia, o homem também se masturbava em frente à vítima e suas amigas – crianças também. Para a Polícia Civil,  o homem negou os crimes. O abusador foi encaminhado ao sistema prisional e se acusado ele pode pegar até 15 anos de prisão.

Menina órfã é abusada (Foto: Reprodução/ Freepick)

Abusos dentro da família

Recentemente, uma menina de 13 anos conseguiu acionar o Conselho Tutelar após uma série de abusos. Os crimes foram cometidos pelo próprio irmão e avô. A criança usou o WhatsApp para entrar em contato com a assistente social. O caso aconteceu em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

-Publicidade-

De acordo com a denúncia, a mãe da garota perdeu a guarda da filha após ser presa por tráfico de drogas. No entanto, o ambiente familiar já era difícil para a criança, visto que seu irmão, de 16 anos, praticava abusos sexuais com ela.

Por tudo o que aconteceu, a criança foi morar com a avó. E mais uma vez foi vítima de estupros. Dessa vez, o responsável foi o marido da avó, um idoso de 73 anos.  De acordo com o portal Região News, por várias vezes a menina acordou no meio da noite com o suspeito em cima dela, tocando os órgãos genitais da menina. Com isso, ela chegou a falar pra avó o que estava acontecendo, mas a mulher não quis acreditar.

Para se livrar dos abusos, a menina fugiu com um rapaz de 20 anos, com quem manteve um relacionamento (lembrando que, por conta da idade, mesmo que com o consentimento da criança, ainda sim é estupro). Foi nesse momento, que a menina conseguiu pedir ajuda. O Conselho Tutelar foi acionado e a menina foi encaminhada para a delegacia, onde os crimes foram registrados.