Criança é mantida acorrentada dentro de barril em Campinas

O pai, a madrasta e a filha da madrasta da vítima foram condenados. A polícia ainda confirmou que ela não frequentou a escola no ano de 2020

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Criança é mantida acorrentada dentro de barril em Campinas
  • O pai, a madrasta e a filha da madrasta da vítima foram condenados
  • A polícia ainda confirmou que ela não frequentou a escola no ano de 2020

Uma criança foi encontrada acorrentada dentro de um barril desnutrida e nua, cercada das próprias fezes e urina. O caso aconteceu em Campinas, onde o pai, a madrasta e a filha da madrasta da criança foram condenados por tortura.

A denúncia foi feita pelo vizinho da família, que alegou ter ouvido a criança pedindo por água e comida. Chegando perto do loca, ele logo percebeu que a vítima estava acorrentada, e chamou a polícia.

A criança estava acorrentada
A criança estava acorrentada (Foto: Freepick)

Na operação, os acusados foram apreendidos e a criança foi liberada. Pessoas que moravam próximas a família confirmaram que a vítima era constantemente agredida física e verbalmente e que, além disso, o Conselho Tutelar já chegou a ser acionado para lidar com a situação.

A família alegou, em defesa, que estava tentando educar a criança e que a prática de acorrentá-la teria sido feita apenas uma vez. Contudo, sobre essa afirmação, a juíza Patrícia Suarez Paes Kim destacou, ao portal Jornal da Região, que “já seria absurdo que uma criança fosse acorrentada pelas mãos e pelos pés dentro de um tambor sob o sol quente pelo menos uma vez”.