Criança de dois anos desaparece em Minas Gerais e buscas incluem drones e cachorros

O menino de dois anos desapareceu na manhã desta quinta-feira (13)

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Uma criança de dois anos de idade desapareceu na manhã desta quinta-feira (13), na cidade de Juatuba, em Minas Gerais
  • Os trabalhos por terra, utilização de drones e cachorros seguem com total concentração em um raio de três quilômetros do local do desaparecimento
  • De acordo com o Corpo de Bombeiros, algumas testemunhas relataram que Eduardo Ferreira de Oliveira estava em casa com as duas irmãs

Uma criança de dois anos de idade desapareceu na manhã desta quinta-feira (13), na cidade de Juatuba, em Minas Gerais. Os trabalhos por terra, utilização de drones e cachorros seguem com total concentração em um raio de três quilômetros do local do desaparecimento.

Os bombeiros continuam na busca pelo garoto (Foto: Reprodução/G1)

De acordo com o Corpo de Bombeiros, algumas testemunhas relataram que Eduardo Ferreira de Oliveira estava em casa com as duas irmãs, uma de 16 anos e outra de 14. Após certo tempo, as meninas deram falta do garoto e ele não foi mais encontrado.

“O menino é esperto demais. Ele tem dois anos e pouco. Fez dois anos em outubro. Esse menino andou com nove meses, fala tudo. Precisa de ver como ele é esperto”, comentou a avó do garoto, Clemência Rosa de Oliveira. A casa, fica localizada na Alameda Flamboyant, Vila Maria Regina, e não tem muros. Ela também fica próxima a uma mata que possui três lagoas por perto. Até esta manha, não houve notícias sobre a criança.

Desaparecimento de crianças

No dia 6 de fevereiro, uma criança, de apenas dois anos, desapareceu enquanto brincava no pátio da sua própria casa, no bairro Tarumã-Açu, Zona Oeste de Manaus. A mãe do menino, Erlon Gabriel Dias Costa, acredita que o filho tenha sido sequestrado. Até o momento, a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e o Adolescente (DEPCA) segue investigando o caso.

-Publicidade-

Maria Dias, de 33 anos, é vendedora e moradora da rua Sete da comunidade União da Vitória. Além da criança desaparecida, ela tem uma filha de 12 anos. De acordo com a mãe, aquele dia foi como outro qualquer: às 11h ela estava preparando o almoço, enquanto o filho brincava no pátio da casa, como sempre faz.

“Já realizamos buscas nas redondezas, entramos em área de mata, já fui em delegacia. Os bombeiros também realizaram buscas. Eu tenho certeza que meu filho foi sequestrado”, contou. Segundo a delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia, a polícia ainda está nas ruas investigando o que pode ter acontecido e buscando informações sobre o paradeiro do garoto.