Criada em orfanato, mãe decide adotar seis crianças de uma vez

Jessica Benzakein viveu, praticamente, a vida toda em um orfanato. Foi então que decidiu mudar a vida de Will, Carter, Sidney, Markeel “Buddy”, Kendrich e Terrel

Categorias

Compartilhe

Jessica Benzakein, do estado do Texas, mudou a vida de seis crianças. Após ter uma vida sem lembranças de uma verdadeira família, ela decidiu mudar o percurso de tudo enquanto morava em Milwaukee, Winsconsin (EUA). Benzakein nunca foi matriculada na escola devido às crenças da família, e ao completar 12 anos, sua mãe rescindiu os direitos dos pais. Após ser levada para um orfanato com o irmão mais novo, os dois começaram a “pular” de casa em casa em um pequeno intervalo de tempo. 

Em entrevista ao site POPSUGAR, Jessica disse que aos 12 anos é muito difícil ser adotado e que os assistentes sociais são muito claros em relação a isso. “Então você fica em um orfanato. Eu e meu irmão íamos sempre juntos. Ficávamos em cada casa durante seis a oito meses, mas eu não consegui fazer amigos. Não tive experiências. Ao longo desse tempo, não posso te dizer nem o nome das pessoas ou se haviam outras crianças”, contou Jessica.

Todos os filhos de Jessica reunidos (Foto: Reprodução POPSUGAR)

Embora, Benzakein afirme que a sua experiência com orfanatos foi neutra, ela percebeu uma mudança positiva ao ir para uma organização de assistência social privada, a Fundação da Família Casey. “Eu tive um assistente social muito bom que percebeu que eu era inteligente. Eu nunca tinha ido à escola. Mesmo quando criança adotiva, não me saía bem no ambiente escolar. Não estava acostumada a não estar perto do meu irmão. Não gostava de tê-lo fora da minha vista”, explicou ela que possui uma diferença de um ano e quatro meses do irmão. 

Mãe de oito filhos, Jessica percebeu que a melhor saída da situação que vivia era se dedicar intensamente aos estudos. “Eu só queria ir para a escola. Eu nem queria ser adotada. Eu não queria uma família. Eu já havia sido exposta a muitos adultos”, declarou ela que foi separada do irmão, após somente ele ser adotado pelos avós maternos.

-Publicidade-

Depois de finalizar o ensino médio como a terceira da turma, Jessica foi para a faculdade, onde conheceu seu ex-marido e teve dois filhos, Eli, 14, e Brenna, 9. Felizmente, ela não quis parar na contagem de duas crianças. Foi então que decidiu optar pela adoção a fim de ajudar aqueles que haviam passado por algo semelhante a sua história. “Não tenho certeza se alguma vez pensei que precisava de uma família. Mas preciso. Todos precisamos”, declarou ela que tomou a decisão de adotar irmãos que não queriam ser separados.

No ano de 2015, Jessica concordou em acolher temporariamente os irmãos Kendrich, 6, e Terrel, 4, porém, em 3 de janeiro de 2019, ela, oficialmente, adotou os dois, juntos com os irmãos Will, 18, Carter, 14, Sidney, 13, e Markeel “Buddy”, 8. A super-mamãe afirmou que não mudaria nada. “Provavelmente foi mais um ajuste para minha filha mais velha, Eli. Todo mundo se dá bem.”