Coronavírus: Bebê é diagnosticado com a doença horas após nascer

Recém-nascido é a pessoa mais jovem infectada do mundo

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Um bebê chinês foi diagnosticado com coronavírus 30 horas após seu nascimento.
  • O recém-nascido é, até o momento, a pessoa mais jovem infectada.
  • Apenas na China, o coronavírus causou a morte de 490 pessoas e o número de infectados subiu para 24. 300.

Mais um caso de coronavírus foi relatado. Nesta quarta-feira (5), a imprensa estatal chinesa informou que um bebê dede Wuhan, lugar que deu início a epidemia, foi diagnosticado com a doença 30 horas após o nascimento. O recém-nascido é, até o momento, a pessoa mais jovem infectada pelo vírus. Surgido no final de 2019, o coronavírus já causou a morte de 490 pessoas e o número de infectados subiu para 24. 300 – apenas na China!

Segundo o CCTV, especialistas disseram que este pode ter sido um caso de transmissão vertical, infecções transmitidas de mãe para filho durante gestação, parto ou imediatamente após o nascimento. Antes de dar à luz, a mãe tinha feito o teste para ver se estava infectada e o resultado foi positivo para o coronavírus. De acordo com a agência de notícias Xinhua, um bebê nascido na semana passada de uma mãe infectada tinha testado negativo.

Coronavírus: Bebê é diagnosticado com a doença horas após nascer (Foto: Unsplash/Sergiu Vălenaș)

Na última terça-feira (4), a Comissão Nacional de Saúde da China informou que a pessoa mais velha diagnosticada com coronavírus tem 90 anos. Ainda afirmou que cerca de 80% das mortes registradas até o momento foram em paciente com 60 anos ou mais.

Coronavírus: tire suas dúvidas

De acordo com o Ministério da Saúde, os coronavírus são uma grande família viral que causa infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Os vírus receberam esse nome devido às espículas na sua superfície, que lembram uma coroa. Os primeiros coronavírus humanos foram inicialmente identificados em meados da década de 1960.

Os coronavírus humanos causam doença respiratória, de leve a moderada, no trato respiratório superior – seus sintomas podem ser confundidos facilmente com os de uma gripe comum: febre, tosse e dificuldade para respirar. O diagnóstico é feito a partir da coleta e análise de amostra de materiais respiratórios com potencial de aerossolização – traduzindo, do catarro da tosse ou do espirro.

Para se prevenir, a recomendação do Ministério da Saúde é a mesma feita para a prevenção de infecções respiratórias agudas. São elas:

  • evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • lavar as mãos com frequência, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • manter os ambientes bem ventilados;
  • evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.