Cesárea: Agência Nacional de Saúde faz alerta importante para fim de ano

Em relatório divulgado nesta semana, ANS questionou as operações eletivas antes de Natal e Ano Novo

Categorias

Compartilhe

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) alertou os riscos de agendamentos de cesáreas eletivas antes do Natal e do Ano Novo. Segundo uma pesquisa da agência vinculada ao Ministério da Saúde do Brasil, o número de cesarianas costuma diminuir no período das festas. Os agendamentos acabam sendo utilizados como forma de evitar nascimentos durante as festas de fim de ano.

As ações da campanha da agência, juntamente com o programa Parto Adequado, já evitaram a realização de cesárias desnecessárias e promoveram a melhoria dos indicadores de saúde de gestantes e recém-nascidos. Atualmente, o projeto conta com a participação de 113 hospitais e 62 operadoras de planos de saúde que atuam como apoiadores.

A nova etapa da campanha tem o foco na importância do parto natural e do respeito às fases da gestação. O parto natural tem diversos benefícios para o bebê, como o fortalecimento do sistema imunológico, prevenção de desenvolvimento de alergias e outros problemas de saúde no futuro.

-Publicidade-

A discussão entre parto normal e cesárea sempre existiu, mas nos últimos anos aumentou com a popularização de partos naturais e da assistência de doulas. Há poucos anos atrás, acreditava-se que a cesárea era mais segura do que o parto normal, mas isso mudou. Muitas mães preferiam a cesárea também por conta da dor, já que a cirurgia é feita com anestesia. Mesmo que o parto normal tenha mais vantagens, a cesárea não precisa renegada. A luta mundial é para combater as taxas de cesárea inadequadas, como antecipar o nascimento de uma criança simplesmente por conta das festas de fim de ano, não o parto em si. Converse com seu obstetra para conhecer todas as opções e a escolha melhor para o seu caso, sua vida e seu bebê – a escolha é sempre sua!