Carnaval: mãe é presa por abandonar bebê de seis meses no meio da folia

Caso aconteceu em Araguaína, no Tocantins

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Mulher de 19 anos foi detida por abandono de menor durante bloco de Carnaval
  • Seu filho, um bebê de seis meses, foi encontrado por foliões sozinho dentro do carrinho
  • A criança foi encaminhada para o Conselho Tutelar local

Uma mãe de 19 anos foi detida na madrugada deste domingo (23) após abandonar um bebê de seis meses em um carrinho durante o Carnaval de Araguaína, na região norte do Tocantins. O incidente aconteceu na Via Lago, onde se concentram os blocos de carnaval na cidade.

Foliões que estavam no local acionaram a Polícia Militar ao perceberem que o bebê estava sozinho no meio da multidão. A criança foi levada para o ponto de apoio da polícia e o Conselho Tutelar foi chamado. De acordo com a polícia, pouco tempo depois a mãe da criança apareceu no ponto de apoio; ela e o bebê foram, então conduzidos para a delegacia de plantão, onde ela foi detida por abandono de menor.

 

Cuidados com crianças durante o Carnaval

Para cair na folia com as crianças em segurança, é preciso tomar alguns cuidados especiais – ainda mais se o plano é sair para se divertir nos blocos de rua.

-Publicidade-

Nem todos os bloquinhos são para crianças. O ideal é escolher os eventos que sejam próprios para curtir em família, que, em geral, transitam por ruas menos movimentadas ou possuem percursos menores. Mesmo assim, como vocês estarão no meio de uma multidão, uma boa ideia é identificar seu filho, com um cartão ou uma pulseirinha, com nome completo dele, nome dos responsáveis e telefone para contato.

Além disso, fique atento com alimentação e hidratação: antes de cair na folia, alimente-se bem. E, saindo com crianças, o ideal é levar uma bolsa com água e lanchinhos, para a hora que a fome bater depois de tanta festa.

Som alto, nem pensar! As crianças tem a audição mais sensível, portanto o ideal é não ficar tão perto das caixas de som e/ou do trio elétrico com seu filho. Pode se acabar de dançar, mas mantenha a distância!