Brinquedo mofado quase cega menino de dois anos e mãe faz alerta

No entanto, uma mãe de um menino de dois anos escreveu um relato de alerta após o filho quase perder a visão

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Os brinquedos de borracha fazem parte do dia a dia de muitas crianças;
  • Isso porque são objetos que podem ser molhados e acabam fazendo companhia para os pequenos durante o banho;
  • No entanto, uma mãe de um menino de dois anos escreveu um relato de alerta após o filho quase perder a visão.

Os brinquedos de borracha fazem parte do dia a dia de muitas crianças. Isso porque são objetos que podem ser molhados e acabam fazendo companhia para os pequenos durante o banho. No entanto, uma mãe de um menino de dois anos escreveu um relato de alerta após o filho quase perder a visão.

De acordo com a mãe, o filho brincava quando espirrou água no próprio olho. Mas, o brinquedo estava mofado e as bactérias inflamaram o olho do menino. A vermelhidão aumentava até que os pais decidiram levar a criança ao médico.

Menino quase perde a visão (Foto: Reprodução/Facebook)

Em um primeiro momento, o menino foi diagnosticado com conjuntivite e liberado. Mas a situação se agravou.  “Eu não esperava encontrá-lo em seu berço com um olho com o dobro do tamanho de quando ele foi para a cama, com vermelhidão espalhando-se pelo rosto”, explicou a mãe.

A família foi e voltou ao hospital mais uma vez até que mais uma surpresa: “Seu olho estava tão inchado que a parte branca estava saliente por entre a pálpebra e sua íris estava escura. Ele sentia calor ao toque e uma verificação de temperatura mostrou que ele estava com febre alta.”

A criança contraiu celulite severa que se espalhou pelos olhos e rosto. “Eles me avisaram que ele poderia perder a visão do pior olho”, explicou a mãe em desespero. “Mas no final, graças ao Senhor, seus olhos sararam”, finalizou aliviada.

“Eu sabia que a água podia ficar presa nos brinquedos da banheira, principalmente os de borracha projetados para esguichar água. Eu vi os posts em que a mãe os cortou e descobriu uma quantidade enorme de mofo dentro. Eu sabia. Então, espremi-os após cada banho, limpei-os a intervalos de poucas semanas com uma solução de água sanitária e regularmente os segurei contra a luz para procurar por mofo. No entanto, eu não sabia que, mesmo com a limpeza regular com água sanitária, o fato de que eles nunca secam totalmente por dentro significa que as bactérias ainda podem crescer”, explicou. “Joguem esses brinquedos fora”, alerta.

Menino quase perde a visão (Foto: Reprodução/Facebook)