Bebê morre em queda logo após o parto

“Ele saiu muito rápido e ninguém o agarrou e ele caiu no chão. A parteira não teve tempo de pegá-lo e o obstetra não reagiu”, relembra o pai

Categorias

Compartilhe

Na cidade argentina Gualeguaychu, a três horas da capital Buenos Aires, um bebê recém-nascido morreu após os médicos não terem conseguido pegá-lo quando a mãe, Stefania Mondragon, fez força durante o parto para o filho nascer. O acidente ocorreu em uma clínica chamada Sanatório Pronto. O pai de Valentino, Claudio Mondragon, disse que testemunhou a queda do filho após a mulher dar a luz, que estava grávida de 37 semanas. O parto aconteceu por volta das 14h.

De acordo com o jornal Mirror, uma investigação está sendo realizada sobre o caso médico. O bebê foi transferido para o Hospital San Roque, localizado na cidade do Paraná. Porém, antes de sua chegada, a criança já havia falecido. Em entrevista ao jornal local, El Dia, Claudio disse que Stefania estava em trabalho de parto e prestes a dar a luz quando os médicos pediram que ela fizesse força para Valentino sair. “Ele saiu muito rápido e ninguém o agarrou e ele caiu no chão. A parteira não teve tempo de pegá-lo e o obstetra não reagiu. A única coisa que eles fizeram foi levantá-lo do chão e colocá-lo em uma incubadora e levá-lo para outro hospital”.

Clínica Sanatório Pronto na cidade de Gualeguaychu, Argentina (Foto: Reprodução Google Maps)

 “Eu sai e deixei minha mulher, porque meu bebê estava mal e pedi a minha mãe que cuidasse dela. Voltei, então, ao hospital e fiquei ali esperando até que chegou a médica que o estava atendendo. Ela me disse que o bebê estava bem, que estava estável, mas que precisaríamos envia-lo para a cidade de Paraná, porque teriam que fazer uma tomografia computadorizada, já que ele tinha um hematoma na cabecinha”, relembra Claudio.

A investigação, liderada por um promotor estadual, irá determinar se a morte do bebê foi um consequência de uma negligência médica, e se alguém deve enfrentar acusações criminais. Uma autópsia preliminar afirma que o menino morreu de um ferimento na cabeça devido a queda depois do parto.

Algumas homenagens foram feitas em apoio a família de Valentino. Um parente do casal publicou uma foto de uma fita preta com o nome da criança e um balão branco ao lado. Um dos amigos de Claudio escreveu em sua conta no Facebook “Fiquem fortes Claudio e Stefania. Espero que os responsáveis sejam levados em consideração sobre o que aconteceu”.

Segundo a pediatra Rosângela Gomes dos Santos, do Hospital Regional do Sul, em entrevista a Pais&Filhos, os bebês, menores de dois anos, precisam de um atenção especial em casos de quedas. A profissional explica que eles têm uma caixa craniana mais frágil, e consequentemente, correm maior risco de sofrer uma fratura ou lesão intracraniana.