Bebê morre após ser deixado sozinho na banheira

Lindsee Leonardo, de 32 anos, foi acusada por homicídio devido a morte de Aiden Xavier

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Aiden Xavier, de 11 meses, morreu após ser deixado sozinho na banheira
  • Lindssen Leonardo, mãe do bebê, foi acusada por homicídio qualificado
  • A mãe afirmou ter deixado o filho sozinho a fim de ter um tempo para si mesma

Na última sexta-feira (10), Lindsee Leonardo, de 32 anos, foi acusada por homicídio qualificado após o seu filho, de apenas 11 meses, morrer afogado na banheira. De acordo com informações obtidas pelo jornal New York Post, a mãe afirmou ter deixado o filho sozinho a fim de ela ter um tempo para si mesma. O caso ocorreu no estado do Tennessee, Estados Unidos.

Segundo o Gabinete do Xerife do Condado de Knox, Lindssen deixou Aiden Xavier e seu irmão, de 23 meses, sozinhos por um período de 10 minutos para conseguir fumar um cigarro e ouvir duas músicas em seu celular. Após retornar ao banheiro, a mãe encontrou o filho mais novo flutuando de costas e sem nenhuma resposta.

Aiden Xavier (Foto: Reprodução New York Post)

Em seguida, ela ligou para a emergência, que levou o bebê para o Centro Médico Tennova Turkey Creek, onde recuperou um batimento cardíaco. Posteriormente, ele foi transferido para o Hospital Infantil do leste do Tennessee. De acordo com Erica Estep, porta-voz do hospital, Aiden não resistiu aos ferimentos e faleceu. Felizmente, o irmão do caçula não se feriu durante o incidente na banheira. Porém, Lidssen foi, primeiramente, acusada de abuso infantil agravado, mas agora deve lidar com acusações de assassinato, afirmaram as autoridades.

Bebê sofre queimaduras depois de ser deixada sozinha na banheira

Kelsey Wilson, uma bebê de um ano, sofreu queimaduras graves após ser deixada sozinha em uma banheira com água quente. Akeem Rasheed Saygo, namorado da mãe da criança, estava com a bebê e foi responsável pelo acidente. A menina está se recuperando, mas sofreu queimaduras de segundo grau em 15% do corpo.

O caso aconteceu em Milwaukee, no estado americano de Wisconsin. De acordo com a emissora de TV americana 21 News, a bebê está com quase todo o corpo enfaixado, do tronco até os dedos dos pés. “Eu não conseguia parar de chorar quando a vi pela primeira vez após o que aconteceu. Não entendo como alguém pode fazer isso com uma criança”, disse Anthony Wilson, pai de Kelsey, em entrevista.

A desatenção de Akeem Rasheed Saygo, que tem outro filho com a mãe da pequena Kelsey, será punida; o suspeito está preso por negligência criminosa de menor e deverá comparecer ao tribunal para julgamento ainda em dezembro. “Ele não demonstrou nenhum remorso. Minha filha definitivamente merece justiça”, afirma Anthony Wilson.