Bebê de nove meses morre após rack e televisão caírem em cima dele

Criança chegou a ser levada ao hospital, mas já chegou ao local sem vida

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Bebê de nove meses morreu em Cuiabá neste domingo (23)
  • A criança brincava na sala com a irmã mais velha quando um rack com uma televisão antiga caiu sobre ele
  • O bebê chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas já chegou ao local sem vida

Um bebê de nove meses morreu nesse domingo (23) após um rack com uma televisão antiga cair em cima dele. O acidente aconteceu em Cuiabá, no Mato Grosso, na casa da família. De acordo com informações do portal de notícias local O Livre, o bebê estava brincando com a irmã mais velha, de quatro anos, quando tudo aconteceu.

A mãe das crianças estava em outro cômodo da casa, quando ouviu um forte barulho. Ela correu para ver o que tinha acontecido e se deparou com o bebê embaixo do rack e da televisão, um modelo antigo, de tubo.

Ela, então, pediu a ajuda de um vizinho para prestar socorro ao filho, enquanto tentava tirá-lo debaixo do móvel. A criança foi levada ao hospital, mas já chegou sem vida ao local.

Ainda de acordo com o portal O Livre, o prontuário médico apontou que o bebê já deu entrada no hospital com Traumatismo Craniano Encefálico (TCE) grau 3 e em Parada Cardíaca Respiratória (PCR). A equipe médica do Hospital Municipal de Cuiabá tentou realizar manobras de reanimação, mas o bebê não resistiu.

A Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) foi acionada para liberar o corpo e o caso foi registrado como morte acidental.

 

-Publicidade-

Acidentes domésticos fatais

Em janeiro, Lindsee Leonardo, de 32 anos, foi acusada por homicídio qualificado após o seu filho, de apenas 11 meses, morrer afogado na banheira. De acordo com informações obtidas pelo jornal New York Post, a mãe afirmou ter deixado o filho sozinho a fim de ela ter um tempo para si mesma. O caso ocorreu no estado do Tennessee, Estados Unidos.

Segundo o Gabinete do Xerife do Condado de Knox, Lindssen deixou Aiden Xavier e seu irmão, de 23 meses, sozinhos por um período de 10 minutos para conseguir fumar um cigarro e ouvir duas músicas em seu celular. Após retornar ao banheiro, a mãe encontrou o filho mais novo flutuando de costas e sem nenhuma resposta.

Em seguida, ela ligou para a emergência, que levou o bebê para o Centro Médico Tennova Turkey Creek, onde recuperou um batimento cardíaco. Posteriormente, ele foi transferido para o Hospital Infantil do leste do Tennessee. De acordo com Erica Estep, porta-voz do hospital, Aiden não resistiu aos ferimentos e faleceu. Felizmente, o irmão do caçula não se feriu durante o incidente na banheira. Porém, Lidssen foi, primeiramente, acusada de abuso infantil agravado, mas agora deve lidar com acusações de assassinato, afirmaram as autoridades.