Casal recebe mais de R$ 100 mil em doações e consegue gerar seu bebê em barriga de aluguel

Caso aconteceu no Reino Unido e é possível que o pequeno Ethan seja o primeiro bebê fruto de um financiamento coletivo

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Nicola e Marc Fletcher passaram por nove processos de fertilização in vitro, mas não conseguiram realizar o sonho de ter um bebê.
  • Eles chegaram à conclusão de que uma barriga de aluguel seria a melhor forma de terem um filho.
  • O casal conseguiu arrecadar o dinheiro através de um financiamento coletivo.

Nicola e Marc Fletcher tentaram ter um bebê diversas vezes desde 2012. Após nove tentativas de fertilização in vitro e quatro abortos, o casal enfim tem seu herdeiro, que veio ao mundo através de uma barriga de aluguel financiada por um conjunto de doações. Acredita-se que o pequeno Ethan seja a primeira criança fruto de um financiamento coletivo.

Bebê nasce de barriga de aluguel financiada com doações (Foto: Reprodução/The Sun)

Em fevereiro de 2019, em entrevista à Fabulous, suplemento feminino do jornal britânico The Sun, o casal disse que acreditava que uma barriga de aluguel seria sua melhor chance de ter um bebê – além das tentativas de fertilização in vitro e dos quatro abortos, Nicola e Marc também sofreram com a morte dos gêmeos que esperavam, Charlie e Ellis, que nasceram prematuros.

Contudo, uma barriga de aluguel não é algo tão barato. O processo de criar um embrião a partir do esperma de Marc e do óvulo de Nicola e depois inseri-lo em um útero substituto totalizaria 20.000 libras (aproximadamente 100.000 reais) – dinheiro que o casal não tinha depois de gastar mais de 100.000 libras com seu sonho de ter um bebê.

Após a publicação da reportagem, o casal subiu uma “vaquinha” no site GoFundMe, para arrecadar o dinheiro necessário. Em apenas quatro dias alcançaram a metade do objetivo, e em poucas semanas conseguiram arrecadar todo o dinheiro necessário para investir na barriga de aluguel. “A generosidade de estranhos não deixa de ser de tirar o fôlego, e se pudéssemos alcançar nossos telefones e agradecer a cada um individualmente, faríamos!”, disse Nicola, em entrevista ao The Sun.

Em abril, a barriga de aluguel do casal engravidou logo na primeira tentativa – e a mulher era uma pessoa muito especial. Carly, melhor amiga de Nicola desde o ensino médio, carregou o bebê do casal com alegria. “Eu não podia acreditar quando Carly se ofereceu para ser minha substituta. Mas estou tão feliz que ela ficou, porque Ethan é incrível”, contou a nova mamãe. Ethan veio ao mundo na véspera de ano novo.

Nicola e Carly, sua melhor amiga, que gestou seu bebê (Foto: Reprodução/The Sun)

 

-Publicidade-

Bebê sorteado

A rádio americana B1093, da região da Flórida, surpreendeu ao organizar um sorteio bastante inusitado: um bebê – ou melhor dizendo, a possibilidade de realizar o tratamento para fertilização in vitro.

Para participar, as mulheres que gostariam de se tornar mães precisaram enviar vídeos à estação de rádio, dizendo por que seriam boas mães. A vencedora ganharia a fertilização in vitro, bem como a corbertura de todas as despesas com medicamentos antes e depois do procedimento. Nos Estados Unidos, o tratamento para fertilização in vitro custa R$ 80 mil, aproximadamente.

A vencedora foi Krista Rivera – ela e o marido, Anthony, estão bem animados com a notícia, pois pensavam que nunca teriam um bebê. “Quando pensamos que não poderíamos ter um bebê, foi terrível”, disse ela em entrevista. “Sem o concurso não teríamos como realizar o sonho de ser pais”, afirmou Anthony.