Após suspeitas de gravidez, Meghan Markle revela que sofreu aborto espontâneo

A duquesa de Sussex, contou a história ao The New York Times

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Nesta quarta-feira (25), Meghan Markle, duquesa de Sussex, revelou ao The New York Times que em julho deste ano, sofreu um aborto espontâneo;
  • Era a segunda gestação da atriz, que é casada com o príncipe britânico Harry;
  • A revelação emocionou o público e chocou a assessoria de imprensa da família real.

Nesta quarta-feira (25), Meghan Markle, duquesa de Sussex, revelou ao The New York Times que em julho deste ano, sofreu um aborto espontâneo. Era a segunda gestação da atriz, que é casada com o príncipe britânico Harry. A revelação emocionou o público e chocou a assessoria de imprensa da família real.

De acordo com o artigo, ela havia acabado de trocar a fralda do filho quando sentiu uma forte contração e caiu no chão. “[Com meu filho] nos braços, murmurei uma canção de ninar para tentar manter nós dois calmos, o tom alegre da música contrastava friamente com a sensação de que alguma coisa não estava certa”, diz o texto publicado no “Times”.

Meghan Markle e família (Foto: Instagram)

“Eu sabia, enquanto segurava meu primeiro filho, que estava perdendo meu segundo”, escreveu Markle. Aos 39 anos, a duquesa contou que sofrer um aborto espontâneo é uma “dor insuportável”. Ela diz que o tema continua sendo um “tabu, impregnado de vergonha (injustificada), que perpetua um ciclo de luto solitário”.

“Perder um filho nos deixa em constante luto, muitas de nós passamos por isso, mas poucas conseguem falar sobre”, diz o artigo. O Palácio de Buckingham disse que a família real britânica não vai comentar a declaração, principalmente porque esse é um “assunto profundamente pessoal”.

Casados em 2018, Meghan e Harry tiveram o primeiro filho, Archie Harrison Mountbatten-Windsor, em maio de 2019.