Após sequestro, menina de 11 anos é obrigada a se prostituir e vender drogas

A polícia prendeu em flagrante a mulher que mantinha a criança também em cárcere privado

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • A polícia prendeu em flagrante uma mulher que mantinha uma criança de 11 anos em cárcere privado;
  • A menina ainda era obrigada a vender drogas e se prostituir;
  • A polícia ainda investiga o caso, mas a menina teria sido sequestrada.

Nesta quarta-feira (29),  a polícia de Confresa, Cuiabá, prendeu em flagrante uma mulher que mantinha uma criança de 11 anos em cárcere privado. A menina ainda era obrigada a vender drogas e se prostituir. A polícia ainda investiga o caso, mas a menina teria sido sequestrada.

De acordo com o G1, a polícia começou a investigar o caso quando a mãe prestou queixa do desaparecimento da filha no domingo (26). A família vive em no bairro São Geraldo, em Porto Alegre do Norte. E segundo às informações, a mãe e a criança teriam discutido na sexta-feira (24), quando a menina fugiu de casa.

No entanto, de acordo com a vítima, quando ela saiu de casa foi obrigada a entrar em um carro que a levou para Confresa. Lá, a criança foi mantida em cárcere privada e obrigada a manter relações com homens que faziam alguns pagamentos em drogas.

-Publicidade-

A menina ainda precisava receber esse material e ajudar a sequestradora a vender essas drogas – ordens às quais ele deveria cumprir, pois estava sendo ameaçada de morte. Alguns dias depois, a família descobriu o paradeiro da menina e fez a denúncia a polícia.

Menina é obrigada a se prostituir (Foto: reprodução)

Os policiais foram ao local e comprovaram os crimes. A mulher foi levada à delegacia e autuada em flagrante por sequestro e cárcere privado, exploração sexual infantil e tráfico de drogas, além de falsa identidade, uma vez que se apresentou com outro nome aos policiais. A mulher que já tinha passagens pela polícia, deve ficar em prisão preventiva.