Rízia Cerqueira abre o jogo sobre sexo na gravidez

Ela está grávida de um menino, fruto do relacionamento com Nathanael Avelino

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Rízia Cerqueria está a espera de seu primeiro filho
  • Ela deu detalhes sobre o casal, alimentação e também falou sobre sexo na gravidez
  • Quando o pequeno Yaweh chegar, Rízia pretende dar ao menino a melhor educação, com muito senso de igualdade de gêneros, raças e classe social

Rízia Cerqueria está a espera de seu primeiro filho. A famosa se surpreendeu quando descobriu que esperava um bebê. Ela estava em um voo com destino ao Brasil, quando passou mal e desmaiou nos braços de uma comissária de bordo. Após o ocorrido, ela decidiu fazer um teste de gravidez e o resultado foi positivo.

O bebê é fruto do relacionamento dela com Nathanael Avelino, estudante de engenharia. Recentemente, a ex-BBB contou que, mesmo com toda a ansiedade e nervosismo, o casal está ainda mais fogoso. “Eu acho que o fogo dos dois aumentou, viu! Não tivemos nenhuma dificuldade não. Nos primeiros meses, eu estava um pouco mais enjoada, mas o fogo continuou do mesmo jeito. Não mudou quase nada. A gente sabe separar bem as coisas: gravidez é gravidez e um “xumbrego” é um “xumbrego”, como eu sempre digo. Está tudo bem! Continuo quente e ele ainda mais. Está tudo certo entre nós dois”.

Ela também comentou que está muito feliz e disse que a relação com o marido foi a melhor desde o primeiro instante. De acordo com Rízia, Nathanael ficou muito feliz quando ela estava desconfiando da gravidez. “Antes mesmo que eu fizesse o teste, ele já beijava a minha barriga, conversava com ela e dormia abraçado nela. A mais preocupada e nervosa sou eu, mas ele está ansioso”.

Rízia exibindo a barriga em sua conta do Instagram (Foto: Reprodução/Instagram/@riziacerqueiram)

Os dois não são casados no civil, e a própria famosa se questiona se realmente será preciso formalizar a união, já que eles moram juntos e já vivem como casados. Para eles, o casamento já está legitimado. “Estamos casados e nos consideramos assim. Tem vezes que dizemos que somos namorados e outra vezes falamos que somos casados. Não temos um título para a nossa relação. Ele começou a me namorar sem nem saber que estava em um relacionamento e, de repente, estávamos morando juntos. Foi tudo na loucura. Contudo, quem sabe um dia a gente ainda faça uma cerimônia para trocar as alianças, bem bonitinho, com direito a fotos e vídeos. Por enquanto já vivemos uma vida de casados”, declarou.

A ex-participante do reality também afirmou que tem medos de uma mãe de primeira viagem, e que as pessoas ao seu redor estão fazendo com que essa situação piorar. De qualquer maneira, dia após dia ela supera cada obstáculo e dá um passo à frente.

Sobre a alimentação, ela comentou que está bem equilibrada. Ela continua a comer todos os alimentos que consumia antes da gravidez, como legumes, frutas e verduras, mas também não abre mão de, às vezes, comer alimentos menos saudáveis.

“Claro que eu gosto de comer um hambúrguer, chocolate e esses junk food, mas sempre com muito equilíbrio. Fui criada dessa forma. Eu já senti muito desejo de comer abacaxi e também já quis comer alface. Fui a um rodízio com o meu namorado e lá só consegui comer beterraba e bebia suco de abacaxi. Para mim era a melhor refeição do mundo”, relembrou.

Com cinco meses de gestação, ainda falta um pouquinho para o bebê nascer. A futura mamãe já está passos adiante e escolheu o tipo de parto que deseja ter: o humanizado. “Eu estava na dúvida sobre o que queria, mas sempre gostei de assistir a vídeos de partos humanizados, lia sobre o assunto e é algo que quero muito para mim. Quero ter esta experiência, sei que posso e consigo”.

Ela acrescentou ao dizer que, se for preciso que seja realizada uma cesariana de última hora, não terá problema com isso. “Só quero parir meu filho! Não estou com nenhum medo das dores e das contrações. Sei que quando eu parir, tudo vai passar.”

Quando o pequeno Yaweh chegar, Rízia pretende dar ao menino a melhor educação, com muito senso de igualdade de gêneros, raças e classe social. “Meu filho será educado da melhor forma possível e vou tentar fazer de tudo por ele. Quero ser bem realidade sobre o mundo com ele, seja na questão política, de respeito ao próximo. Com fé em Deus, meu filho será uma criança muito desconstruída”.