Raíssa de Oliveira abre o jogo sobre voltar à Sapucaí após dar à luz Rhayalla

A pequena nasceu em agosto de 2019

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Raíssa de Oliveira é considerada uma veterana no carnaval
  • Essa é a 17° vez que ela desfila, porém, com uma novidade: a rainha teve uma bebê e será sua primeira vez na avenida após dar à luz Rhayalla, de cinco meses
  • A pequena nasceu prematura em agosto de 2019

Com 29 anos de idade, Raíssa de Oliveira é considerada uma veterana no carnaval. Ela irá abrir caminho para os foliões da beija-Flor na próxima segunda-feira (24). Essa é a 17° vez que ela desfila, porém, com uma novidade: a rainha teve uma bebê e será sua primeira vez na avenida após dar à luz Rhayalla, de cinco meses. A pequena nasceu prematura em agosto.

Neste domingo (23), ela postou uma foto em seu Instagram com a filha, na qual comentou sobre a maternidade e seu desfile na escola de samba. A garotinha aparece vestida com uma fantasia da mulher maravilha, e a mãe com uma coroa prata. Até o momento, a publicação atingiu mais de três mil comentários e teve cerca de 60 comentários.

As duas estão prontas para curtir o carnaval (Foto: Reprodução/Instagram/@raissadeoliveirarainha)

“Um filho muda tudo. Achava que continuaria a mesma Raíssa, mas não. Hoje me vejo mais decidida, corajosa e confiante. Minha filha me fez ficar mais mulher”, diz a famosa, que é casada com o Rodrigo Henriques, conhecido como Drigão, que é empresário.

Além de ter quase todo seu tempo dedicado à bebê, ela também cuida da academia, onde é proprietária e se preparou intensamente para o carnaval. Ela só pôde voltar a fazer atividades físicas, como academia, em outubro, conforme liberação médica. Raíssa aproveitou o momento e decidiu fazer dieta e procedimentos estéticos, tudo para estar “à altura do que a escola merece”.

“Realmente corri contra o tempo. Meu médico me liberou para fazer exercícios só no dia 26 de outubro, não esqueço essa data, quando iniciei a minha maratona para o carnaval. Faço uma dieta super acirrada”, completou ela. A rainha acrescentou que finalmente entendeu o ditado de “não ter tempo para nada”.

“Sei realmente o que é não ter tempo”, disse brincando. “É chegar em casa do trabalho e dar atenção à filha. Ela já vem com aquele sorriso, fico louca. São as noites perdidas. Às quintas-feiras, quando volto do ensaio (da escola), Rhayalla está me esperando para poder mamar, antes de dormir. Ela não pegou peito, mas ama a mamadeira dela. Às seis da manhã, acorda cheia de gás e eu doida para dormir… Essas coisas que a maternidade nos traz de cansativo, mas é gostoso”.

Agora, ela foco está na Sapucaí. “Todo ano dá vontade de sair correndo pelo nervosismo”. Ela também relatou que, no fim, tudo dá certo depois de rezar bastante e entrar com o pé direito para desfilar. Enquanto a mamãe tem seu momento, Rhayalla ficará sob os cuidados da madrinha. “É muito pequenininha”, brincou. Além disso, foi recomentado à família que a menina evitasse permanecer em locais com grande aglomeração de pessoas.